Publicado originalmente no UOL

Capas de livros que concorrem ao Prêmio São Paulo de Literatura 2011
Capas de livros que concorrem ao Prêmio São Paulo de Literatura 2011
A partir deste sábado (23), quatro parques da cidade vão receber exemplares dos livros finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2011.

Nos parques Ibirapuera, Água Branca, Juventude e Carmo, 20 livros (um exemplar de cada finalista) serão espalhados por pontos aleatórios. A ideia é que o leitor que encontrar uma das obras leia ali mesmo ou em casa e depois devolva no mesmo local, para que outras pessoas possam apreciar os livros, numa espécie de “book crossing”.

Na Biblioteca de São Paulo, localizada no parque da Juventude, outros 20 exemplares ficarão disponíveis em uma seção dedicada à premiação. Dentro de cada livro, os leitores encontrarão uma carta do autor, apresentando brevemente a obra e explicando o propósito da iniciativa.

“Dê uma olhada e veja o que o acaso lhe reserva, se gostar, pode levar para casa. Depois, sugiro deixá-lo aqui mesmo, possibilitando assim novos encontros e coincidências”, escreveu Carola Saavedra, autora de “Paisagem com Dromedário”.

O Prêmio São Paulo de Literatura é realizado pelo governo do Estado, que oferece R$ 200 mil aos vencedores das categorias “Melhor Livro do Ano” e “Melhor Livro do Ano de Autor Estreante”, escolhidos por um júri de especialistas.Os finalistas na categoria “Melhor Livro do Ano” são:
– “Azul-Corvo”, de Adriana Lisboa
– “Paisagem com Dromedário”, de Carola Saavedra
– “Minha Mãe se Matou sem Dizer Adeus”, de Evandro Affonso Ferreira
– “Do Fundo do Poço se Vê a Lua”, de Joca Reiners Terron
– “Chá das Cinco com o Vampiro”, de Miguel Sanches Neto
– “Bolero de Ravel”, de Menalton Braff
– “Poeira: Demônios e Maldições”, de Nelson de Oliveira
– “Traduzindo Hannah”, de Ronaldo Wrobel
– “Passageiro do Fim do Dia”, de Rubens Figueiredo
– “Os Negócios Extraordinários de um Certo Juca Peralta”, de Sérgio Mudado

Já entre os autores estreantes, os escolhidos foram:
– “Os Malaquias”, de Andréa del Fuego
– “Perácio – Relato Psicótico”, de Bráulio Mantovani
– “A Ilusão da Alma – Biografia de uma Ideia Fixa”, de Eduardo Giannetti
– “Prosa de Papagaio”, de Gabriela Guimarães Gazzinelli
– “Inúteis Luas Obscenas”, de Helio Pólvora
– “Manhã do Brasil”, de Luis Alberto Brandão
– “Os Unicórnios”, de Marcelo Cid
– “Método Prático da Guerrilha, de Marcelo Ferroni
– “O Dom do Crime”, de Marco Lucchesi
– “Lugar”, de Reni Adriano

Os vencedores do prêmio serão conhecidos no dia 1º de agosto, durante cerimônia realizada no Museu da Língua Portuguesa.


LIVRO NOS PARQUES – PRÊMIO SÃO PAULO DE LITERATURA
Quando: a partir de 23/7
Onde: Parque do Ibirapuera (avenida. Pedro Álvares Cabral, s/n, Ibirapuera. Seg. a dom.: 5h às 24h)
Parque da Água Branca (avenida Francisco Matarazzo, 455, Água Branca. Seg. a dom.: 6h às 22h)
Parque da Juventude (avenida Zachi Narchi, 1.309, Santana. Seg. a dom.: 7h às 24h)
Parque do Carmo (avenida Afonso Sampaio Souza, 951, Itaquera. Seg. a dom.: 6h às 18h)
Biblioteca de São Paulo (parque da Juventude – avenida Cruzeiro do Sul, 2.630, Santana. Ter. a sex.: 9h às 21h. Sab. e dom.: 9h às 19h)
Quanto: grátis

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments