Obra relembra a trajetória profissional do cineasta

Publicado originalmente na Band

 

Tim Burton tem trajetória narrada em livro / Arquivo / AFP

A criatividade de Tim Burton não tem limites. A adorável esquisitice de seus filmes e personagens, menos ainda. Cineasta admirado em todo o mundo, o americano de 52 anos é tema do livro “O Estranho Mundo de Tim Burton”, que a editora Leya lança este mês no Brasil (preço sugerido: R$ 44,90).

Em mais de 350 páginas, a obra relembra a trajetória profissional do diretor, tendo por base todos os seus projetos para a telona, em ordem cronológica.

Lá estão registros fotográficos dos bastidores de longas como “Batman Returns” e “Alice no País das Maravilhas”, além de ilustrações criadas para a construção de criaturas como Edward Mãos de Tesoura – interpretado no cinema por Johnny Depp, parceiro de Burton em oito filmes.

Curiosidades sobre a vida pessoal do diretor também se espalham pelas páginas. É possível saber, por exemplo, que seus pais chegaram a fechar a janela de seu quarto com tijolos, que sua maior fonte de inspiração são filmes antigos e que uma de suas namoradas salvou sua vida.

Entrevistas com – e sobre – o cineasta completam o material, ideal para os fãs da sétima arte. Em um dos muitos comentários do livro, o próprio Burton explica o que muitos definem como “estranho”: “Quando você não tem muitos amigos e nem uma vida social, você se distancia do resto da sociedade; é como se estivesse olhando por uma janela… Mas existem muitos filmes bizarros por aí, então você consegue aguentar
bastante tempo sem amigos”.

 

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments