Publicado originalmente no Verbologia Pink.


Depois de nos encantar com a história de Fani, em Fazendo meu filme, que chega ao seu quarto e último livro, Paula Pimenta se prepara para o lançamento da sua nova série “Minha vida fora de série”. E não somos apenas nós que admiramos o trabalho da autora que estamos na expectativa do novo livro, ela nos contou que está super ansiosa pelo lançamento que vai ocorrer na Bienal em Setembro! Além de falar sobre o esperado “Fazendo meu filme 4” e de “Minha vida fora de série”, Paula também nos conta um pouquinho da sua vida como autora e como leitora também.

VERBOLOGIA PINK – Quando você decidiu que seria escritora?

Paula Pimenta – Eu não decidi ser escritora, foi realmente uma coisa que foi acontecendo… Eu sempre gostei de Português no colégio, adorava fazer redações… Na época do vestibular, resolvi fazer Jornalismo, para profissionalizar esse amor pela escrita. Mas logo no começo do curso, eu me decepcionei. Descobri que eu não queria relatar os fatos imparcialmente e, sim, colocar emoção nas linhas. Os meus professores, ao lerem as minhas matérias jornalísticas, perguntavam se eram crônicas. Foi quando eu descobri que era aquilo que eu queria, me colocar dentro da história, opinar, criar. E, por isso, acabei transferindo de curso, para poder ser mais criativa. Me formei em Publicidade e Propaganda. Mas foi com “Fazendo meu filme” que eu realmente descobri que o que eu mais gosto de escrever são romances.

VP – Tem algum ritual para escrever?

Paula – Tenho que estar sozinha e em um lugar calmo. E geralmente coloco músicas que tenham a ver com a história e a personagem, para que eu possa entrar no “clima” do livro.

VP – Qual o livro que você está lendo agora?

Paula – Estou lendo “Insaciável”, da Meg Cabot.

VP – Como começou a idéia de escrever a história de Fani?

Paula – Na verdade foi meio de repente, eu não planejei nada. Em outubro de 2004, exatamente na noite do início de ‘horário de verão’, eu estava no computador e de repente tive a ideia de começar um livro falando exatamente sobre isso: Duas amigas que saíam, mas que tinham que voltar no horário imposto pelo pai de uma delas. Com o adiantar do relógio, elas acabavam perdendo uma hora (mais tarde essa passagem acabou virando o capítulo dois do livro). Quando comecei a escrever, eu nem tinha ideia do que viria, só mais tarde é que pensei no tema principal do livro, que é o dilema da Fani entre largar o grande amor para fazer intercâmbio ou deixar de viajar para ficar com ele. As características dela, como a paixão por cinema, surgiram um pouco depois também.

VP – Fazendo meu filme é um sucesso, e agora, quem vem acompanhando o roteiro da vida de Fani está ansiosamente à espera do quarto livro e de novidades sobre o mais novo livro da série. Como é ver o crescimento da sua história? E pode contar alguma coisa sobre o livro pra nós?

Paula – É muito emocionante ver o crescimento da história. No começo eu nem sabia que seria uma série, quando terminei o livro 1, eu não sabia nem se o livro seria publicado. Para o escritor é uma experiência muito gratificante ver que seus personagens praticamente criaram vida, as pessoas se referem a eles como se realmente existissem. E os próprios personagens cresceram durante a série, e a cada livro eu me tornei mais próxima deles.
O livro 4 será o último da série. Confesso que ainda não estou preparada pra me despedir da Fani, isso está me deixando um pouco triste. Nesse último livro vamos acompanhar outra fase da Fani, agora no começo da vida adulta. E, claro, também saberemos como anda o Leo…

VP – Você recentemente postou um vídeo falando sobre sua nova série “Minha vida fora de série” que vai ser lançado em Setembro na Bienal. A expectativa dos leitores anda a mil, esperando para saber mais sobre a protagonista que é amante das séries. Como anda a sua expectativa para o lançamento?

Paula – Estou tão ansiosa que vocês nem imaginam!! Quero muito saber o que as pessoas vão achar do meu novo livro e se vão gostar da minha protagonista (estou apaixonada por ela e pelos outros personagens do livro, quero saber se vão gostar tanto quanto eu!).

VP – Qual a experiência que mais te marcou depois que você lançou seu primeiro livro?

Paula – O carinho dos leitores sempre é muito marcante. Um momento especial foi a noite de autógrafos no lançamento de “Fazendo meu filme 3, em BH. Eu me senti no meio de um filme. Estava muito cheio, a fila durou mais de três horas, parecia que eu estava apenas assistindo aquilo, não dava pra acreditar que todas aquelas pessoas estavam ali para me ver, para que eu autografasse seus livros. Foi muito emocionante!

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments