Texto originalmente escrito por Gilberto Dimenstein, na Folha. Com informações adicionais da Catraca Livre.

Essa é daquelas ideias simples para melhorar a qualidade de vida da cidade -e não custa absolutamente nada. Faz parte do que chamo o milagre das pequenas coisas. Chama-se bibliotáxi, lançada nesta semana pelo motorista Antônio Miranda na cidade de São Paulo (o detalhamento está no catracalivre.com.br).

Ele transformou seu táxi numa pequena biblioteca, a partir de livros doados por seus passageiros. Os livros ficam à disposição não apenas para ser lidos durante a corrida. Podem ser levados para casa e, depois, entregues para outra pessoa ou devolvidos para o táxi. A comunidade ajuda a manter o estoque e estimula novas doações. A ideia agora é envolver novos motoristas.

Isso significa que, se essa ideia der certo, podem-se criar, sem nenhum custo, centenas de bibliotecas móveis por uma cidade. Imagine se, no Brasil, ideias desse tipo pudessem pegar não apenas num táxi, mas nos ônibus.

No milagre das pequenas coisas, às vezes surgem grandes soluções. É a habilidade de pensar grande fazendo pequenos gestos.

Você também pode participar

Ao entrar num dos táxis participantes, você pega o livro, anota o seu nome num caderno – se quiser – e depois pode ou não devolvê-lo. Onde? Na Redação do VilaMundo (R. Belmiro Braga, 146, Vila Madalena) ou na Redação do Catraca Livre (R. Gonçalo Afonso, 55, Vila Madalena), ambos apoiadores e parceiros do projeto.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments