Publicações apresentam um olhar histórico e sociológico sobre as vestimentas

Publicado originalmente em Zero Hora

Reprodução / Divulgação

A literatura de moda no Brasil ainda está crescendo. Aos poucos, recebemos traduções de livros importantes. Em um ritmo mais lento, lançamos autores nacionais especializados no universo fashion.

No meio dessa exploração do mercado, aparece um novo nicho: os livros de moda para crianças. Essas publicações têm surgido desde 2008 e trazem dois tipos de histórias. Algumas falam, com uma linguagem mais simples e divertida, de fatos e de personagens da moda. Mas também têm surgido histórias de meninos e meninas que gostam de se vestir de forma diferente. A ideia é passar a mensagem: seja você mesmo, vista-se como gosta.

— Esses livros não querem expressar uma tendência da moda, mas sim trazer um background sociológico e histórico que permita às novas gerações entenderem o lugar da vestimenta dentro da sociedade — analisa Isabel Lopes Coelho, editora dos livros infantojuvenis da Cosac Naify.

Os livros de moda para crianças fazem sucesso com meninos e meninas, é claro. Mas também com adultos. O livro Moda, uma História para Crianças, por exemplo, foi publicado em 2004 e já vendeu mais de 14 mil exemplares. Foi adotado pela Faculdade Santa Marcelina como leitura obrigatória para os alunos do curso de moda.

— Em efeitos práticos, esperamos que os leitores se interessem mais pelo assunto. Queremos até mesmo inspirar estilistas com a poesia e a criatividade expressa nos livros — conclui Isabel.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments