Um programa com o objetivo de estimular a leitura por meio da comercialização de livros baratos, foi anunciado na última quinta-feira, 1, pela presidenta Dilma Rousseff, durante a abertura oficial da 15º Bienal do Livro do Rio de Janeiro.

Formulado pelo Ministério da Cultura em parceria com o Biblioteca Nacional, o programa prevê um investimento inicial de R$ 36 milhões. A ideia é que os livros selecionados pelas editoras possam custar, no máximo, R$ 10 em todo o território nacional.

O primeiro edital, previsto para ser lançado ainda essa semana, será destinado às editoras, para que inscrevam os que se enquadram na categoria livros populares. Conforme o presidente da Biblioteca Nacional, Galeno Amorim, além das livrarias, estão sendo convidados pontos de venda, como bancas de jornais e revistas, além de pontos alternativos, para que façam a adesão ao programa.

Também será aberto outro edital voltado às bibliotecas municipais, rurais e comunitárias para receber os recursos do Livro Popular.

Agora, o Cidadão Repórter quer saber a sua opinião: Você concorda com o programa de incentivo à popularização da leitura? Comente e participe do nosso fórum!

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments