Publicado originalmente no Mac World Brasil

eBook Search está disponível em português e possui catálogos com romances clássicos, livros raros e até obras independentes

Que tal ter à sua disposição uma biblioteca com mais de 2 milhões de títulos que pode ser acessada de qualquer lugar, não ter que se preocupar com o peso dos volumes ou na hora de encontrá-los na estante e, melhor de tudo não pagar nada por isso? A desenvolvedora Inkstone Software lançou para iPhone e iPad o eBook Search, um app que permite baixar gratuitamente esse variado acervo, Logo nos primeiros dias de disponibilidade ele ficou entre os 10 primeiros mais baixados pelos brasileiros.

O app, disponível em português, está dividido essencialmente em seis catálogos: livros do Projeto Gutenberg, do Feedbooks, Baen Books (para os fãs de ficção científica), Smashwords (que contém obras de autores independentes), Munseys (títulos raros) e um arquivo de Internet, que sozinho possui 1,8 milhão de obras. Caso o usuário deseje, há também uma opção para adicionar outros catálogos de livros, a partir da URL correspondente.

Depois de tocar no título desejado, é exibida uma página com detalhes a respeito da obra e, no canto superior direito, há a opção para baixar o arquivo em formato ePUB; em seguida, o usuário pode determinar que o documento seja aberto com o aplicativo do iBooks, para que seja salvo diretamente em sua biblioteca.

Há, por exemplo, textos em inglês de clássicos de Charles Dickens, Jane Austen, Fiódor Dostoievski, Leon Tolstoi e obras no original de autores portugueses como Eça de Queirós, Gil Vicente e Luis de Camões, mas apenas um livro de Machado de Assis. Para quem procura uma vasta quantidade de textos em inglês, o app é uma boa escolha na hora e economizar.

O eBook Search é gratuito e é compatível com iPhone, iPod touch e iPad com iOS 4.0 ou superior.

Apesar da falta de traduções, biblioteca possui vasta coleção de textos em inglês

Apesar da falta de traduções, biblioteca possui vasta coleção de textos em inglês

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments