Via Recanto das Palavras

Jeff Bezos e JK Rowling são as pessoas mais influentes da indústria do livro

O jornal inglês The Guardian criou uma lista com as 100 pessoas e instituições (prêmio literários, feiras de livros) mais influentes no mercado editorial de língua inglesa, e que no fim das contas também mexem com os interesses literários e comerciais de países como o Brasil. Na lista você encontrará editores, autores, divulgadores culturais, comentaristas e críticos. O chef inglês Jamie Oliver aparece em 8º lugar, enquanto que Larry Page, fundador do Google está em 3º lugar devido a “inevitabilidade” de sua influência (leia-se Google) para o mercado de livros, apesar das disputas judiciais com autores e editoras que já duram seis anos. O aclamado e contestado autor Salman Rushdie aparece numa modesta 45ª colocação.

100-mais-influentes-do-livro

Clique sobre a imagem para saber quem são as pessoas mais influentes do mercado livreiro

A indústria do livro (ou mercado editorial) está presente em quase todos os países desde que Gutenberg inventou a prensa com tipo móveis. Então, nos últimos 600 anos, a evolução do hábito de ler para informação e prazer se deu efetivamente com alterações na forma de produzir e divulgar o conhecimento através dos livros.

Vampiros e intrigas católicas à parte, Stephenie Meyer e Dan Brown aparecem respectivamente em 61º e 64º lugares

O mais interessante é que você (todos nós, leitores) estamos na 100ª posição, assim classificados: Reader, buyer, blogger, commenter, tweeter… (Leitor, consumidor, blogueiro, comentarista, twitteiro…). O percentual de participação traz alguns fatos interessantes como, por exemplo, apenas 3 poetas e 6 críticos literários são realmente influentes. A categoria com mais representantes é a de autores com 36 pessoas. E os editores e editora? E os comentaristas e divulgadores culturais em que posição estão? Clique sobre a imagem para ter um panorama.

100-mais-influentes

Até hoje, mesmo que a maior de todas as mudanças esteja em seus estágios iniciais, a passagem do livro impresso para o livro digital, não se sabia ao certo quem dava as cartas na indústria. Como as grandes tendências e modismos surgem no hemisfério norte, mais precisamente nos países de língua inglesa e que acabam influenciando todos nós, não custa nada dar uma olhada nessa lista. Você pode obter a planilha com todos os nomes e biografias em um arquivo para download no Google Docs.

Muitos dos nomes que estão na lista não são de nosso total conhecimento, pois a pesquisa foi feita a partir do mercado editorial dominante, o de língua inglesa. Pois, o conceito foi todo formulado por aqueles que detém o poder de exportar cultura e vender seus livros para o mundo.

Uma pergunta fica rondando nossas cabeças: quem são os 100 mais influentes no mercado editorial brasileiro?

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments