Publicado no jornal Destak

O escritor Liev Tolstói (1828-1910) volta em nova edição às livrarias brasileiras com o lançamento de “Guerra e Paz”, que chega ao país pela primeira vez com uma tradução feita diretamente do russo. O trabalho demorou três anos e foi executado por Rubens Figueiredo, que já havia adaptado ao português outro romance de Tolstói, “Anna Kariênina”.

A outra tradução disponível no Brasil havia sido feita a partir do francês. A linguagem diferenciada das quase 500 personagens do livro geralmente se perde nas traduções feitas a partir de outros idiomas.

A edição, com tiragem de 7 mil exemplares, preserva traços linguísticos de Tolstói, como repetição de palavras, períodos longos de sintaxe invertida e estilo rude.

Os longos diálogos em francês, que retratam o peso da influência do país na Rússia daqueles tempos, foram preservados, com a tradução respectiva em nota de rodapé.

Dividida em dois volumes, a obra foi impressa em papel-bíblia. A edição traz cinco mapas, uma lista com informações sobre os personagens e os fatos históricos citados no romance.

“Guerra e Paz” documenta a invasão da Rússia por Napoleão, em 1812. Tolstói escreveu a obra em cinco anos.

Publicado em 1869, o livro foi listado como o melhor de todos os tempos pela revista “Newsweek”. Foi com esta obra que Tolstói teve sua consagração literária.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments