Biografia mostra lenda viva das graphic novels, como trabalhador incansável da cultura pop

Publicado na Band

Livro traz entrevista de 68 páguinas com Gaiman / Foto: Divulgação

Esqueça o artista “iluminado”, que não precisa se esforçar para criar obras-primas. Na biografia “Príncipe de Histórias: Os Vários Mundos de Neil Gaiman” (743 págs., R$ 69,90), o autor da HQ “Sandman” é apresentado como um operário da cultura pop, um trabalhador que vara noites até conseguir o produto idealizado.

Inglês radicado nos EUA, Gaiman começou sua carreira como jornalista cultural, chegando até a lançar um livro sobre a banda Duran Duran. Quando mergulhou no mundo dos quadrinhos, em 1988, criou a saga Sandman, estrelada por Morpheus (o senhor dos sonhos) e publicada em mais de 70 fascículos pela DC Comics.

As trajetórias do criador e da criatura são descritas no segundo capítulo do livro com riqueza de detalhes e muitas informações de bastidores. O que veio depois é assunto da continuação da obra.

Estão lá as graphic novels (como “A Com dia Trágica ou a Tragédia Cômica de Mr. Punch”, de 1994), outros quadrinhos (entre eles, “Os Eternos”, de 2006), os romances (destaque para “Stardust”, de 1997) e os infantis (sendo o mais recente “O Livro do Cemitério”, de 2008).

Chama a atenção a quantidade de curiosidades sobre personagens e de análises sobre roteiros – prato cheio para fãs que querem entrar de cabeça nesse universo e entender a obra como se estivessem dentro dela.

No fim, os autores fazem uma entrevista de nada menos que 68 páginas com Gaiman. É ler e se sentir quase amigo do artista.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments