Publicado originalmente no Bagarai

Confissões de uma depiladora brasileira nos Estados Unidos (divulgação)

A depiladora paulista Reny Ryan, radicada em São Francisco, na Califórnia, há quase trinta anos, nunca imaginou a proporção que a técnica de depilação, conhecida como Brazilian Bikini Wax, teria nos Estados Unidos. Como boa observadora, Reny guardou diversos momentos e agora vai dividi-los no livro que acaba de ser lançado: “Confissões de Uma Depiladora Brasileira nos Estados Unidos” (Matrix Editora).

A obra relata situações hilariantes de pessoas que chegaram apenas para remover pelos e acabaram tirando também uma armadura de vergonha, insegurança e timidez. Apesar da dura resistência das americanas, Reny passou a difundir o estilo de depilação mais cavada em seu estúdio de estética.

Além de trazer histórias reais e inéditas, o livro aborda a maneira como Reny conseguiu enfrentar uma cultura totalmente diferente, mentes conservadoras e corpos muito mais cobertos de pelos do que um brasileiro está acostumado a ver. “O Brazilian não é apenas depilação em si, ele tem o poder de modificar o comportamento das pessoas e, principalmente, resgatar a autoestima”.

Segundo a autora, após algumas visitas, a relação que antes era apenas profissional, acaba se transformando em uma amizade duradoura.

Além disso, ela explica que é impossível trabalhar com depilação o dia todo e não se divertir com as situações curiosas que acontecem durante as sessões, muitas vezes embaraçosas, mas sempre engraçadas.

Sobre a autora

Reny Ryan nasceu em Salto (SP), cresceu em Paranaguá (PR) e mudou-se para o Rio de Janeiro, de onde saiu em 1984 para São Francisco, na Califórnia. Em 1997, tornou-se esteticista, especializando-se em depilação. Sua marca registrada são o seu bom humor e o seu jeitinho brasileiro, que encantam os gringos, atraindo uma média de 1.500 clientes anualmente ao seu estúdio, localizado em Pleasant Hill. Reny também ensina “A arte do Brazilian Bikini Wax” nos institutos de beleza e nos spas locais.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments