Publicado por Extra

O governo do estado vai voltar a pagar, no segundo semestre, o Auxílio Qualificação para cerca de 60 mil professores regentes, ou seja, que estão lecionando nas salas de aula da rede estadual. O benefício, no valor de R$ 500, foi criado no ano passado, mas pago somente uma vez.

Quatro meses após o primeiro e único repasse, o auxílio foi suspenso porque a Secretaria estadual de Educação descobriu que alguns docentes tinham usado o dinheiro para gastos não relacionados a produtos culturais — como livros, CDs, DVDs e ingressos para cinema e teatro. O bônus foi criado exatamente para custear essas despesas e contribuir para a qualificação do professor.

— Vale ressaltar que a maioria usou o auxílio corretamente — afirmou o secretário estadual de Educação, Wilson Risolia, que esteve, ontem, reunido com representantes da União dos Professores Públicos Estaduais (Uppe).

Novo formato
Ainda segundo Risolia, a fim de evitar que o auxílio volte a ser usado para outras finalidades que não a de aumentar a capacitação do professor do estado, um novo formato está sendo estudado. O objetivo é garantir que o dinheiro seja gasto em produtos e serviços ligados à cultura.

Entre as irregularidades descobertas pela secretaria e pelo Ministério Público no ano passado, estavam despesas em supermercados, postos de gasolina e churrascarias. Cerca de R$ 30 milhões estão reservados para o pagamento do Auxílio Qualificação.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments