Publicado na Cultura News

A fotógrafa húngara Madalena Schwartz terá mais de 100 de suas fotografias sobre artistas, travestis e transformistas compiladas no livro Crisálidas. O lançamento da obra, organizado pelo Instituto Moreira Salles, será no dia 21 de maio, às 19h30, no auditório da Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

Na data do lançamento, o jornalista Cadão Volpato, o escritor argentino Edgardo Cozarinsky, e Jorge Schwartz, filho de Madalena e organizador da publicação, participarão de um bate-papo aberto ao público sobre a vida e a obra da fotógrafa.

Crisálidas traz fotografias de artistas, travestis, transformistas e personagens do teatro underground paulistano da década de 70, uma das mais repressoras por conta do regime militar. Para captar as imagens, a fotógrafa frequentou boates e bares homossexuais, até ter se tornado conhecida e amiga de muitos artistas.

Madalena ficou fascinada pela excentricidade exposta tanto nas expressões faciais como nas roupas dos travestis e transformistas. Na maioria das vezes, as fotografias eram feitas num estúdio improvisado em seu apartamento no edifício Copan, onde estabelecia com os retratados uma relação de proximidade.

A fotógrafa veio para o Brasil em 1960, onde permaneceu radicada até sua morte. Nesse período, chegou a trabalhar para a TV Globo, Editora Abril e revistas como a Vogue , Status, entre outras publicações.

 

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments