Peruano vende livros que cabem na ponta do dedo em Ribeirão Preto, SP (Foto: Rodolfo Tiengo/ G1)

Rodolfo Tiengo, no G1

“Romeu e Julieta” de Shakespeare e “O Pequeno Príncipe” de Saint-Exupéry são grandes obras literárias, mas que cabem na ponta do dedo do livreiro Elias Avilio, de 46 anos. O peruano trouxe para a 12ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto (SP) o que ele chama de “os menores livros do mundo”.

De “Otelo” (William Shakespeare) à “A Arte da Guerra” (Sun Tzu), clássicos da literatura ganham edições completas em formatos menores que caixas de fósforos.
Os recordistas dessa relação, com 1,5 por 1 centímetro, são equivalentes a moedas de cinquenta centavos. “A primeira pergunta que me fazem é se dá para ler”, conta Avilio, que representa uma editora do Peru especializada nesse tipo de publicação.

Para quem tem dúvida, o livreiro garante: a leitura é possível. O segredo dos minilivros, segundo Avilio, está na maior quantidade de páginas e da criação de edições extras para trabalhos mais extensos, como a Bíblia. “A editora tenta diminuir o mínimo possível da fonte, mas para que seja legível”.

Em tempos de tablets, e-readers e smartphones, o peruano garante que os livrinhos ainda têm espaço e são estimulantes à leitura. “As pessoas têm a ideia de que vão ler muito rápido, porque viram mais páginas”.

Peruano vende minilivros em inglês, italiano, português e francês (Foto: Rodolfo Tiengo/ G1)

Mercado

Do misticismo à filosofia, das artes à medicina, em inglês, francês ou italiano, as publicações custam em média R$ 22. “Faz uns 30 anos que a editora foca o mercado internacional, principalmente a Europa.”

Em território brasileiro, o público-alvo é formado em sua maioria por colecionadores apaixonados por literatura, explica o peruano, que inclusive vende estantes personalizadas para ostentar os minilivros. “Com eles, as pessoas querem chamar a atenção das visitas em casa”, diz.

Mas não só os adultos ficam atraídos pela ideia. Títulos infanto-juvenis também agradam. “Achei interessante o tamanho dos livros. Meu filho de 6 anos viu uma história sobre dinossauros e comprei para ele”, disse a comerciante Rafaela Ferreira, de 26 anos.

Feira do Livro

A Feira do Livro de Ribeirão Preto acontece entre os dias 24 de maio e 3 de junho na Praça XV de Novembro, no Teatro Pedro II e em outros pontos espalhados pela região central da cidade. O evento também recebe escritores e apresentações musicais. Confira a programação.

 

Clássicos da literatura como "O Pequeno Príncipe" e A Arte da Guerra" entram na lista de livros em miniatura. (Foto: Rodolfo Tiengo/ G1)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments