Nina Rizzi, no Revista Bula

“Chambre vide” (Quarto vazio) e “Bonheur lyrique” (Feli­ci­da­de Lírica) foram escritos em francês por Manuel Ban­dei­ra e publicados no livro “Li­ber­tinagem”, em 1930, sem haver uma correspondente versão em português, como é o caso de outros poemas que o autor fez nos dois idiomas: “Nuit morte” (Noite morta), “Fleurs Famées” (Flores murchas) e “Évocation de Recife” (Evocação ao Recife).

 

QUARTO VAZIO

Petrópolis, 1925

Gatinho branco e cinzento

Fica ainda no quarto

A noite está fria lá fora

E o silêncio pesa

Eu tenho medo da noite

Gatinho irmão do silêncio

Fica ainda

Fica comigo

Gatinho branco e cinzento

Gatinho

A noite pesa

Não têm borboletas na noite

Onde estão esses insetos agora?

Os mosquitos dormem sobre o fio da eletricidade

Eu estou me sentindo muito sozinho neste quarto

Gatinho irmão do silêncio

Fica ao meu lado

Que é preciso que eu sinta vida perto de mim

E é você que faz com que este quarto não esteja vazio

Gatinho branco e cinzento

Fica ainda no quarto

Acordado minucioso e lúcido

Gatinho branco e cinzento

Gatinho.

 

FELICIDADE LÍRICA

Coração tísico

O meu coração lírico

Tua felicidade não pode ser como a dos outros

É preciso que você construa

Uma felicidade única

Uma felicidade tão lastimável como os farrapos de um pobre diabo

[uma criança pobre

— Feita por ela mesma.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments