Anderson Silva e Rudimar Fedrigo (Foto: Victor Hugo C. Leite/Arquivo Pessoal)

Da esquerda para a direita, Rafael Cordeiro, Anderson Silva, Wanderlei Silva e Rudimar Fedrigo na época
em que todos estavam na academia paranaense Chute Boxe(Foto: Victor Hugo C. Leite/Arquivo Pessoal)

Publicado originalmente no SporTv

A publicação da biografia de Anderson Silva não foi muito bem recebida na academia Chute Boxe, onde o atual campeão dos médios do UFC treinou no início de carreira. No livro, o Spider cita o professor de muay thai e fundador da academia, Rudimar Fedrigo, como uma pessoa do “mal”, questiona sua faixa-preta e o acusa de tentar prejudicá-lo por várias vezes.

Fedrigo conseguiu uma liminar que proíbe a circulação da publicação e também entrou com um pedido indenização por danos morais, além de pedir que os trechos em que é citado sejam retirados. Contemporâneo de Anderson na Chute Boxe, Wanderlei Silva comentou sobre a polêmica em entrevista ao “Sherdog”. Segundo o “Cachorro Louco”, certos trechos do livro poderiam ser evitados.

– Certas coisas não precisam ser ditas, sejam elas verdadeiras ou não. Ele não tinha que dizer certas coisas. Então, uma pessoa diz que algo é verdadeiro, e outro diz que não é. Isso não é bom para ninguém. Nem para ele, como um campeão, e nem para a outra pessoa, que pode ter sido injustiçada – disse Wand, que na sequência afirmou, em tom de brincadeira, que também produzirá uma biografia, mas só quando estiver perto de morrer.

Wanderlei Silva concedeu uma longa entrevista ao site americano e falou de outros assuntos, como a rivalidade com Vitor Belfort e o aproveitamento dos lutadores do TUF Brasil por parte do UFC. Confira os principais trechos:

Luta entre Anderson Silva e Chael Sonnen

“Sonnen teve um bom momento no primeiro round, e eu pensei que ele ia fazer isso até o fim da luta. Para nós, era como: “Será que vai acontecer de novo”? Mas no segundo round, Anderson conseguiu acertar o tempo, evitou a queda e terminou lindamente. Ele honrou o nome de todos os brasileiros que foram desrespeitados várias vezes pelo Sonnen. Parabéns ao Anderson, ele acabou com qualquer dúvida sobre a outra luta.”

Vontade de enfrentar Sonnen

“Eu gostaria de enfrentá-lo. Ele é um grande adversário. Adoraria ser o próximo brasileiro a vencer o Sonnen. Então, Joe Silva (dirigente responsável por casar as lutas no UFC), meu nome está na lista. Eu aceitaria sem problema algum.”

Lutadores do TUF Brasil que têm chance de ser campeão no UFC

“Rony Jason tem chance, porque ele é um lutador bem rodado, é bom na trocação e no chão. Massaranduba é bom em sua categoria de peso (leve). Ele é um cara que pode enfrentar qualquer um. Thiago Bodão é um cara que cresce nas adversidades. Todo mundo lá, cada um tem chance. Se eles consertarem seus erros, todos têm chance. Na minha mente, eu não vejo muitas limitações para as pessoas. Todo mundo pode evoluir quando eles estão comprometidos com seu trabalho.”

Convivência com Vitor Belfort no reality show

“Nós não tínhamos muito contato, graças a Deus. O contato que tinha era quando estávamos escolhendo as lutas. Então, o cara vinha e soltava suas pérolas de sabedoria. Há pessoas que não nasceram para trabalhar juntas, e eu não nasci para trabalhar com ele. Há pessoas cujos espíritos não coincidem e não tem jeito. O que posso fazer? Ele é um cara que eu não teria perto de mim.”

Crescimento do MMA no Brasil

“Conseguimos realmente popularizar o esporte agora. Todo brasileiro gosta de luta, mas eles não tinham acesso, só tarde da noite em pay per view. Agora que temos mais acesso ao esporte, todo mundo se apaixonou. Fico feliz em fazer parte deste momento do MMA no Brasil. O esporte é finalmente reconhecido, e a estrada para os atletas mais novos é um pouco mais fácil. Eles recebem patrocínios, as melhores academias, os melhores treinadores.”

Polêmica sobre a biografia de Anderson Silva

“Certas coisas não precisam ser ditas, sejam elas verdadeiras ou não. Ele não tinha que dizer certas coisas. Então, uma pessoa diz que algo é verdadeiro, e outro diz que não é. Isso não é bom para ninguém. Nem para ele, como um campeão, e nem para a outra pessoa, que pode ter sido injustiçada. Minha biografia, eu vou liberá-la quando estiver perto de morrer. Então, posso falar sobre tudo (risos). Acho que vou escrever um livro também. Há um monte de histórias que vivemos. Não posso deixar os problemas que eu já passei sem uma solução.”

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments