AE
O escritor Graciliano Ramos

Publicado originalmente no Último Segundo

O escritor Graciliano Ramos será o homenageado da 11ª Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), que será realizada entre os dias 3 e 7 de julho de 2013. Ainda neste ano será comemorado o aniversário de 120 do autor de “Vidas Secas” (1938), nascido em 27 de outubro de 1892.

Além do importante papel como romancista, Graciliano Ramos foi jornalista e político. Sua obra é marcada por um forte teor social, caso de “Memórias do Cárcere” (1953), em que revela sua amarga experiência no período em que esteve preso durante a ditadura de Getúlio Vargas, em 1935, acusado de subversão.

“A crítica da sociedade e a autocrítica do artista estão ligadas na obra de Graciliano Ramos. A reflexão sobre as implicações éticas da escrita resulta, em seus livros, numa constante avaliação e revisão dos próprios procedimentos. Em vez da prosa documental de tantos autores engajados do mesmo período, o que se vê então é uma obra em que o próprio compromisso político conduz à experimentação, pois está vinculado a um espírito crítico rigoroso e hostil ao dogmatismo”, disse Miguel Conde, atual curador do evento.

O homenageado da Flip deste ano foi o poeta Carlos Drummond de Andrade. Nos anos anteriores os escolhidos foram Vinicius de Moraes, Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Jorge Amado, Nelson Rodrigues, Machado de Assis, Manuel Bandeira, Gilberto Freyre e Oswald de Andrade.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments