A estátua de Carlos Drummond de Andrade retornou à Feira nesta quinta
Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS


Publicado originalmente no Zero Hora

A Feira do Livro de Porto Alegre vai começar com o retorno de um de seus ícones. A escultura de Carlos Drummond de Andrade, criada em bronze pelos artistas Xico Stockinger e Eloísa Tregnago e que fica ao lado da estátua do poeta Mário Quintana, retornou à Praça da Alfândega nesta quinta-feira. Pesando cerca de 200 quilos, a estátua havia sido retirada na semana passada devido à instabilidade da forma como estava fixada ao chão. Saiba mais aqui.

Uma possível causa da instabilidade é que alguém tenha se debruçado ou se apoiado na estrutura. A obra, inaugurada em 2001, foi recolhida no último trimestre de 2011 para restauração e foi recolocada em setembro.

Luiz Merino Xavier, arquiteto do Projeto Monumenta na Capital, conta que a estátua foi recolocada na mesma posição, mas agora está colada ao banco.

— Antes, o Drummond e o banco eram duas estátuas independentes. Agora, as duas estátuas foram coladas por uma questão de estabilidade — explica Luiz.

De acordo com o arquiteto, a estátua de Drummond, por sua característica vertical, acabava formando uma alavanca, o que deixava sua fixação instável. No interior da escultura, foi colocada uma estrutura de ferro (um perfil metálico). A seguir, foi preenchida com resina. No chão, foi feita uma estrutura com uma fundação mais profunda, permitindo que a escultura fosse chumbada no chão.

— A estátua do Drummond é interativa, ela foi feita para que as pessoas toquem e tirem fotos — conclui Luiz Merino Xavier.

Os poetas da praça

– Em 2001, em sua 47ª edição, a Feira do Livro de Porto Alegre ganhou seu monumento: a obra de Xico Stockinger e Eloísa Tregnago, que apresenta o gaúcho Mario Quintana sentado em um banco e o mineiro Carlos Drummond de Andrade posicionado atrás dele, de pé, segurando um livro.

– A estátua ficou sem livro em outubro de 2007. Às vésperas de começar o maior evento do livro na cidade, a escultura em homenagem aos dois poetas amanheceu depredada. Parecia até provocação: os ladrões levaram justamente o livro que o Drummond de bronze segurava.

– A estátua do poeta mineiro, que fica junto à de Quintana, foi recolhida no último trimestre de 2011 para restauração. Depois de limpa, recebeu solda e polimento e foi recolocada na praça em setembro deste ano.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments