Fernando Moreira, no Page not Found

Uma empresária de Londres pediu o divórcio depois que o marido se recusara a viver as fantasias sexuais contidas no romance “Cinquenta tons de cinza”.

A mulher de 41 anos comprara o best seller, que é sucesso em quase todo o mundo, logo após o lançamento. Ao lê-lo, a inglesa decidiu praticar a história picante com o marido.

Mas, quando o marido não conseguiu atender às expectativas relacionadas as temas explorados no romance, que incluem sadomasoquismo e bondage, a empresária decidiu se separar.

No processo, a inglesa cita o livro como responsável pela descoberta de que o marido não poderia embarcar com ela em aventuras sexuais. O caso está sendo conduzido por Amanda McAlister, uma das mais renomadas advogadas da área de divórcio do Reino Unido, de acordo com o “Daily Mail”.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments