Publicado por Portal Imprensa

Os quatro livros sobre a ditadura militar produzidos pelo jornalista Elio Gaspari vão mudar de editora, informou a Folha de S.Paulo, nesta quinta-feira (10/1). Publicados pela Companhia das Letras entre 2002 e 2004, as obras “A Ditadura Envergonhada”, “A Ditadura Escancarada”, “A Ditadura Derrotada” e “A Ditadura Encurralada” foram comprados pela Intrínseca.

Jornalista ainda escreve o último livro da série sobre a ditadura (Crédito:Divulgação)

Jornalista ainda escreve o último livro da série sobre a ditadura (Crédito:Divulgação)

A negociação foi anunciada pelo jornal O Globo, na última quarta (9/1), e envolve também o quinto volume da série, uma das mais prestigiadas sobre a história recente do Brasil. A obra, que deve se chamar “A Ditadura Acabada”, mas ainda está sendo escrita e não tem previsão de lançamento.

Ele começará com a queda do então ministro do Exército Sylvio Frota, em outubro de 1977, e abordará essencialmente o último ano do governo de Ernesto Geisel. O governo de João Figueiredo, que encerra o regime militar, será descrito com menos detalhes do que os anteriores.

Mudança
Segundo a Folha, Gaspari tomou a iniciativa por conta de desentendimentos recentes com a direção de sua atual editora. O editor da Companhia das Letras, Luiz Schwarcz, afirmou que foi uma decisão do autor. “Não houve nenhum problema digno de nota. Lamentamos a sua saída”, disse.

Com a mudança, o jornalista também deixará a coleção “Perfis Brasileiros”, que ele coordenava com a antropóloga e historiadora Lilia Moritz Schwarcz, mulher de Luiz e sócia da editora.

Além da Intrínseca, a editora Objetiva também concorria pela série, negociada pela agente literária Lucia Riff. Os valores envolvidos na negociação não foram divulgados.

Os quatro volumes iniciais da série, que atingiram os 350 mil exemplares vendidos, serão reeditados em 2014. Poucos trechos deverão ser alterados de maneira significativa. O autor incluirá, por exemplo, descobertas dos últimos anos sobre a Guerrilha do Araguaia, no sul do Pará.

Todos os títulos da série ganharão sua primeira versão eletrônica, com reprodução de documentos não incluídos na edição impressa. “Gaspari tem grande preocupação com o digital. O nosso projeto de e-books foi determinante para a negociação”, disse Jorge Oakim, publisher da Intrínseca.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments