Rafael Moro Martins, no UOL

Um incêndio destruiu um barracão que pertence às Livrarias Curitiba na Vila Hauer, região leste de Curitiba. O fogo começou por volta das 22h de domingo (3). Alertados por vizinhos, os bombeiros chegaram ao local cerca de 15 minutos depois e controlaram as chamas durante a madrugada desta segunda (4).

O trabalho de rescaldo prossegue, para evitar a formação de novos focos de incêndio, e só deve terminar no fim da tarde. Um bombeiro que trabalhou no combate às chamas foi o único ferido – ele foi atingido por uma estante de livros que desabou. Encaminhado a um hospital com escoriações, ele passa bem.

A livraria informou que o depósito, de cerca de mil metros quadrados, era utilizado para abrigar livros infanto-juvenis da Editora Libris, que pertence ao grupo. Segundo os bombeiros, todo o material abrigado no galpão foi queimado.

“Usamos aproximadamente 20 homens e até cinco carros. Conseguimos controlar o fogo, evitando que as chamas atingissem barracões vizinhos”, disse ao UOL o tenente Rafael Busatto, do Corpo de Bombeiros.

A causa do incêndio só será conhecida após perícia. Ainda não há informações sobre quantos volumes estavam no depósito nem sobre prejuízos. Tanto o prédio quanto o estoque estavam cobertos por seguro.

Fundada em 1963 em Curitiba, a rede tem 20 lojas em quatro Estados – Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – onde opera sob as marcas Livrarias Catarinense e Livrarias Porto, respectivamente. Atualmente, é líder de mercado no Sul do Brasil nos segmentos de livros e papelaria.

dica da Judith Almeida

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments