Publicado por Folha de S.Paulo

Uma carta escrita pelo irlandês Oscar Wilde (1854-1900), com conselhos a um jovem escritor, foi descoberta na parte de trás de um velho guarda-roupa, na Inglaterra, de acordo com o jornal britânico “The Telegraph”.

O documento, com 13 páginas, não está datado, mas estima-se que tenha sido escrito por volta de 1890, quando Wilde se tornava famoso.

Dirigida a um aspirante a escritor cuja identidade ainda não é conhecida, a carta aconselhava a não depender da escrita para sobreviver. “O melhor trabalho na literatura é sempre feito por aqueles que não dependem dela para ganhar o pão de cada dia”, escreveu Wilde.

Juntamente com a carta foi encontrado o primeiro rascunho do soneto “The New Remorse” (“O novo remorso”), publicado por Oscar Wilde –sob outro título– em 1887.

Os dois documentos pertenciam ao dono de uma cervejaria vitoriana que, ao longo dos anos, recolheu cartas autografadas e manuscritos.

O escritor irlandês Oscar Wilde (Reprodução)

O escritor irlandês Oscar Wilde (Reprodução)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments