Wellington Ferreira, no O vendedor de Livros

1Já há algum tempo as livrarias deixaram de ser um espaço destinado apenas a venda de livros e afins. Com a intenção de fazerem o cliente permanecer por mais tempo no seu interior, as megalivrarias (principalmente), agregaram vários serviços ao seu ambiente, tais como: cafés, restaurantes, cinemas, teatros, auditórios, poltronas e mesas para leitura, e por aí vai.

À visita a uma dessas lojas tornou-se uma experiência muito mais confortável e prazerosa, sendo assim, e por consequência, os contatos pessoais intensificaram-se também, isso fez com que as livrarias hoje sejam vistas pelos amantes da leitura, não só como um lugar para comprar livros, mas também como um ponto alternativo para conhecer pessoas interessantes, inteligentes, com conteúdo e que possam compartilhar e dividir conosco as suas leituras, sendo assim, a paquera entre as estantes de livros tornou-se algo mais comum do que vocês imaginam…

A paquera em uma livraria é mais sutil (eu diria muito mais) do que numa balada convencional. Tudo começa, muitas vezes, com um esbarrão, com a indicação de um livro semelhante aquele que a pessoa está comprando, sendo gentil deixando-a ser atendida primeiro que você, convidando-a para um café, ajudando-a a carregar a pilha de livros que ela acabou de comprar, e assim por diante… O primeiro contato, geralmente, é feito com muita polidez e elegância, até por que, estamos em uma livraria, portanto, ninguém sai agarrando e beijando ninguém logo de cara dentro de um ambiente como este, pelo menos eu nunca vi…rsr.

Nestes 9 anos como livreiro já vi muitos casais de companheiros e clientes formarem-se através das estantes de livros das livrarias, muitos continuam firmes até hoje, outros já separaram-se (inclusive eu…rsrs); nem mesmo a afinidade literária é capaz de manter ou segurar um relacionamento quando o principal já não existe mais: amor e respeito. Mesmo assim, ainda considero as livrarias como um bom local para paquerar, conhecer pessoas e fazer amigos, principalmente para pessoas que, assim como eu, não são muito chegadas a baladas.

Concluindo, você acha que os amantes de livros tendem a se atrair? Já se relacionou com alguém que conheceu em uma livraria?

Compartilhe sua opinião ou história conosco.

Um abraço e boas leituras!!!

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments