1

Tamires Martins, no Vá Ler um Livro!

Todos os anos nós vemos muitos livros serem adaptados para filmes. São tantos títulos que fica difícil contabilizá-los aqui. Mas, juro que nunca havia parado para pensar que existem poemas tão famosos que caíram no gosto cinematográfico. Então, a lista a seguir nos propõe conhecer os poemas e seus respectivos filmes. Começamos com cinco poemas famosos publicados pelo site Flavorwire.

1.Lady Lazarus: Este filme de 1991 foi feito pela feminista e cineasta Sandra Lahire. O longa é todo experimental e centrado em torno famoso poema de Sylvia Plath Lady Lazarus, levando o áudio da própria leitura do poema, assim como Cut, Daddy, Ariel e Ouija de Plath, bem como trechos de uma entrevista de 1962. Segue trechos traduzidos por Mariana Ruggieri:

Lady Lazarus de Sylvia Plath

Eu o fiz de novo
Um ano em cada dez
Eu agüento

Um tipo de milagre ambulante, minha pele
Brilhante tal qual um abajur nazista
Meu pé direito

Um peso de papel,
Minha face, como um pano inexpressivo, delicado
Em linho judeu.

Tire o lenço
Ó, meu inimigo
Eu te assusto […]

2. E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?: Em 2000, a comédia dos irmãos Coen foi baseado no poema épico de Homero, a Odisséia, com George Clooney como Ulysses Everett McGill, que traz um Ulisses moderno. No Brasil, o filme recebeu o título de E Aí, Meu Irmão, Cadê Você? Segue um pequeno trecho do poema.

“O Muse!
Sing in me, and through me tell the story
Of that man skilled in all the ways of contending,
A wanderer, harried for years on end …”

3. Mulan: Baseado na lendária Hua Mulan, o poema chinês do século VI, Ballad of Mulan, ficou famoso nas telas com o famoso filme da Disney, Mulan. Há sites como esse que trazem o poema escrito em chinês, como este: http://www.chinapage.com/mulan.html

4. O Estranho Mundo de Jack: O diretor Tim Burton começou a escrever esse poema em 1982, enquanto estava trabalhando como animador na Disney. Oito anos mais tarde, ele assinou um contrato com a empresa para transformar o poema em uma produção. Você pode lê-lo aqui. No Brasil, o filme ficou como O Estranho Mundo de Jack.

5. Coração Valente: O filme Coração Valente de Mel Gibson foi baseado em um poema épico por século 15, intitulado As Actes e Deidis do Illustre e Vallyeant Campioun Schir William Wallace, ou simplesmente o Wallace, que canta a vida e obras de escocês William Wallace.

1

Após os famosos cinco poemas anteriores, damos início ao restante da lista. Mas, vale acrescentar que estes estão apenas nessa ordem por aleatoriedade e não por ranking.

6. Esse filme lançado em 1986, conhecido como Crocodile Dundee (Crocodilo Dundee no Brasil) foi baseado no poema australiano The Man From Snowy River de Banjo Paterson, uma história emocionante sobre perseguição a cavalo. Aliás, a nota de dez dólares australianos homenageia a obra e poema. Você pode lê-lo aqui.

7. O poema The White Cliffs de Alice Duer Miller é um romance sem precedentes em forma de verso. O poema conta a história de uma jovem americana que se apaixona por um inglês que sai para lutar na Primeira Guerra Mundial. A obra vendeu quase um milhão de cópias após a sua publicação em 1940. O filme foi lançado em 1944 com o título White Cliffs of Dover (Evocação no Brasil). Poema aqui.

8. O poema a seguir foi escrito entre o oitavo e décimo primeiro século e influenciou diversos livros. O poema Beowulf conta os feitos de um herói de uma tribo que consegue destruir monstros e dragões. Ele foi escrito em inglês arcaico e lançado diversos filmes sobre o herói.

9. Esse talvez nem precise de tantas apresentações. O poema nonsense de Lewis Carroll publicado em 1871, Through the Looking-Glass, and What Alice Found There (Alice através do Espelho e o que ela encontrou por lá) foi adaptado para o cinema por Terry Gilliam em 1977, Jabberwocky. O poema nesse site.

10. O poema mais famoso de Edgar Allan Poe, The Raven (O Corvo) também entrou para a lista. São inúmeras adaptações e centenas de citações em outros filmes. Tanto em The Raven (1935) e The Raven (1963) – os dois filmes apresentam referências à obra de Poe (o primeiro utiliza uma dança interpretativa do poema e o último é uma comédia). E isso não leva em conta The Raven (1915) ou The Raven (2012). Leia aqui e a tradução de Fernando Pessoa aqui.

E você conhece algum outro filme inspirado em poemas?

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments