1

Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo

O livro “A Menina que Roubava Livros”, de Markus Zusak, é o mais lido nas penitenciárias federais do Brasil. Segundo levantamento do Ministério da Justiça, “O Menino do Pijama Listrado”, de John Boyne, e “O Caçador de Pipas”, de Khaled Hosseini, ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente, na preferência dos presos. A cada resenha de uma obra lida que entrega, o detento tem a pena diminuída em quatro dias.

LEITURA QUE LIBERTA

O primeiro título brasileiro a figurar na lista é “Nunca Desista dos Seus Sonhos”, de Augusto Cury. O livro de autoajuda está em quarto lugar entre os presidiários. No catálogo do projeto Remição pela Leitura estão 124 obras.

Fonte: Imagem

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments