Professores indicam bons títulos para os últimos dias de férias

Publicado em O Globo

Que tal uma maratona cinematográfica para embalar os últimos dias de férias? Conversamos com professores de história e geografia que sugeriram ótimos títulos para quem quer aproveitar o tempo livre sem se distanciar dos estudos. Afinal, as produções recomendadas por eles estão recheadas de informações que podem ser muito úteis na hora do vestibular.

1 – “O ano em que meus pais saíram de férias”
(2006) Direção de Cao Hamburger
A lista começa com esta produção nacional que foi indicada ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. A sugestão é do professor de História do GPI, Cesar Menezes. O filme narra a história de uma criança de 12 anos, que adora futebol e, na Copa de 1970, vê o seus pais, militantes políticos, terem que fazer uma “viagem forçada”. Como define Cesar, é uma bela e comovente narrativa sobre uma criança em meio ao duro regime militar no Brasil.

2 – “Os miseráveis”
(2012) Direção de Tom Hooper
A próxima dica do professor Cesar é para quem gosta de musicais. Este foi um dos grandes sucessos de crítica e bilheteria na virada de 2012 para 2013 em todo o mundo. O filme se baseia na obra homônima de Victor Hugo, publicada em 1862. Na trama do grande dramaturgo francês, a Paris do início do século XIX, aparece cheia de mendigos, fétida, insalubre e prestes a se rebelar contra a tirania dos reis absolutistas. “Um bom entretenimento para se compreender a história francesa, na primeira metade do século XIX”, define o professor.

3 – “O menino do pijama listrado”
(2008) Direção de Mark Herman
A trama se passa quase toda em um campo de concentração nazista, durante a Segunda Guerra Mundial. Na opinião do professor Cesar, é um filme muito interessante porque mostra os horrores do holocausto a partir da amizade entre uma criança judia e outra alemã.

4 – “Lincoln”
(2012) Direção de Steven Spilberg
Neste filme, o professor Cesar chama atenção para a primorosa atuação de Daniel Day-Lewis, no papel do presidente dos EUA, Abraham Lincoln. A história se passa na Guerra de Secessão. Na opinião de Cesar, é uma boa pedida para quem deseja conhecer a trajetória dos EUA no século XIX.

5 – “Guerra de Canudos”
(1997) Direção de Sérgio Rezende
O professor Cesar considera importante este filme que narra “um dos maiores dramas da História do Brasil, que foi a guerra de sertanejos contra as injustiças do poder público no alvorecer da República”. A trama traz como pano de fundo o drama de uma família dividida entre acompanhar Conselheiro na sua marcha ou continuar submetida à condição de miséria.

1

6 – “O pianista”
(2002) Direção de Roman Polanski
A dica é da professora de História do Mopi, Amélia Ferreira. Esta bela produção é uma ótima oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto. “É uma obra didática, pois aborda todas as etapas do extermínio nazista”, afirma a professora.

7 – “O nome da rosa”
(1986) Direção de Jean-Jacques Annaud
Este filme proporciona ao espectador uma imersão na Idade Média, como explica a professora Amélia. A trama é importante por retratar o período do Renascimento, movimento cultural que irá resgatar valores antropocêntricos e racionais que entraram em choque com o teocentrismo e o dogmatismo da Igreja Católica.

8 – “Adeus, Lenin!”
(2003) Direção de Wolfgang Becker
Outra sugestão da professora Amélia, o filme aborda, por meio do olhar de um jovem, a queda do Muro de Belim e a reunificação da Alemanha, enfatizando a derrocada da Alemanha Oriental.

9 – “Pão e rosas”
(2000) Direção de Ken Loach
A dica é do professor de Geografia Achiles Lemos Neves, do Colégio e Curso Pensi. Ele explica que, neste filme, o politizado cineasta britânico Ken Loach aborda as questões que envolvem os imigrantes na sociedade norte-americana, com destaque para os mexicanos, que sofrem com a precarização das relações de trabalho, típica do neoliberalismo. A produção também mostra como a fragilidade da organização sindical torna esses grupos ainda mais vulneráveis ao cenário da superexploração.

10 – “Nascido em 4 de julho”
(1989) Direção de Oliver Stone
Para encerrar a lista, o professor Achiles recomenda um filme que tem a Guerra do Vietnã (1959 a 1975) como pano de fundo. A trama inicialmente exalta o “American way of Life” (estilo americano de vida), para depois fazer uma crítica contundente a esse modelo. A narrativa expõe os problemas das relações geopolíticas que a nação constituía, permeadas pelas questões dramáticas às quais os soldados eram submetidos na guerra. “Expressa parte da crise de um modelo de sociedade, abordando relevantes temas que caem na prova”, pontua o professor.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments