Publicado em O Globo

O Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec), previsto para ser lançado em agosto, deve facilitar o acesso às escolas que oferecem oportunidades na área

Para quem tem interesse em fazer um curso técnico, este ano reserva uma boa novidade: o lançamento do Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec), previsto para agosto, deve facilitar o acesso às escolas que oferecem oportunidades na área. Além disso, a presidente Dilma Rousseff está disposta a investir na modalidade de ensino. Recentemente, ela disse que a expectativa é ter 208 novas escolas federais de educação profissional e tecnológica em funcionamento, até o fim de 2014. Então, que tal conhecer alguns dos cursos mais valorizados, na opinião de especialistas?

1 – Técnico em Meio Ambiente
Esta formação tem muitas oportunidades nas áreas de construção e indústria, além de óleo e gás. De acordo com o gerente executivo da empresa de recrutamento especializada em profissionais técnicos Page Personnel, Luis Fernando Martins, este técnico vai adequar uma obra ou uma área de produção ao meio ambiente.”Está em alta porque tem sido ampliada a produção em áreas virgens, em função da ocupação urbana.” O salário médio inicial está em torno de R$ 3,5 mil.

Mario Franca

Mario Franca

2 – Técnico em Redes de Computadores
Segundo Luis Fernando, as empresas precisam, cada vez mais, ampliar o setor dedicado a esta área e, portanto, contratar mais pessoas para a manutenção de rede. “Não só para segurança da informação, mas para que a rede funcione de forma estável, evitando prejuízos”, justifica. O salário inicial para esses profissionais gira em torno de R$ 3 mil.

Ailton de Freitas

Ailton de Freitas

3 – Desenvolvedor Mobile
Quem busca a área tem a missão de desenvolver novas plataformas de comunicação para empresas e organizações. “As áreas de TI e telecomunicações estão recebendo muitos investimentos a cargo da chegada da internet 4G e do aumento do poder de compra da população. As empresas precisam de pessoas que estejam aptas a atender às demandas desse público, que, cada vez mais, se comunica e compra por meio de smartphones e tablets”, explica Luis Fernando. O salário pode chegar a R$ 5 mil.

Eduardo Naddar

Eduardo Naddar

4 – Técnico em Comércio Exterior
Em uma economia globalizada, o espaço para esse profissional é grande. “Quem for trabalhar na área, vai estar muito ligado à negociação de insumos e ao mercado externo, com foco em diminuir o preço final do produto ou da prestação de serviços”, diz Luis Fernando. Como ele pontua, este é o tipo de profissional que estará sempre em alta. Afinal, nenhuma empresa quer ter gastos considerados desnecessários. O salário inicial pode chegar a R$ 3,5 mil.

Fabio Rossi

Fabio Rossi

5 – Técnico em Geoprocessamento
Esta profissão tem um mercado quente nas áreas de óleo e de gás, que estão cheias de oportunidades no Brasil. Os técnicos atuam na análise de todo o terreno onde a empresa está instalada. “Em tempos de pré-sal, estes profissionais estão bastante valorizados”, avalia Luis Fernando. O salário médio inicial é de R$ 4 mil.

Ramona Ordonez / Agência O Globo

Ramona Ordonez / Agência O Globo

6 – Técnico em Mecânica
Esta dica é do gerente de Estudos e Prospectiva da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Márcio Guerra. Ele comenta que os profissionais desta área encontram muita versatilidade no mercado de trabalho, podendo atuar em ramos que vão da alimentação ao têxtil. “Os técnicos trabalham na fabricação, na montagem e na instalação das máquinas e equipamentos. Na medida em que a indústria cresce, eles têm emprego quase garantido, porque as máquinas continuam em funcionamento e sempre precisam de manutenção”, afirma Márcio. Para quem está começando, o salário médio é de R$ 2.200.

Pedro Kirilos / Agência O Globo

Pedro Kirilos / Agência O Globo

7 – Técnico em Eletrotécnica
Este profissional trabalha na parte de avaliação de projetos e esquemas de instalações, desenvolvendo estudos e projetos de eletricidade. Há oportunidades não só no campo industrial, mas também no ramo de sistemas de distribuição e armazenamento de energia. “Como o país passa por uma expansão no setor de energia, há muitas vagas, sobretudo nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste”, afirma Márcio. O salário médio inicial é de R$ 1.700

Divulgação / Cemib

Divulgação / Cemib

8 – Técnico em Segurança do Trabalho
Segundo Márcio Guerra, trata-se de um profissional que realiza inspeções para impedir situações de risco e elabora projetos para evitar acidentes. Nos últimos anos, esses técnicos ganharam importância por conta do grande contingente de obras na construção civil. Mas, como observa o especialista, ele é requisitado em quase todos os ramos, pois contempla qualquer setor que reúna grandes números de trabalhadores, como o têxtil e o alimentício. O salário médio inicial é de R$ 1.900.

Marizilda Cruppe

Marizilda Cruppe

9 – Técnico em Construção Civil
Também conhecido como técnico em edificação, esse profissional coordena a ação construtiva junto ao engenheiro. “A construção civil ainda carece desses profissionais, que atuam no meio de campo, cuidando do planejamento da obra. Vale destacar que, além de atuar na linha habitacional, esse técnico também pode estar no segmento de infraestrutura, onde há pouca mão de obra”, avalia Márcio. O salário médio inicial é de R$ 2.200.

Nida Rego

Nida Rego

10 – Técnico em Logística
Encerrando a lista, Márcio Guerra indica essa profissão que tem como meta planejar, programar e coordenar as operações de transporte e distribuição de uma empresa. Segundo ele, esse profissional está muito valorizado porque a logística é um grande gargalo na distribuição de tudo o que é comercializado no país e, por isso, fundamental para a competitividade das empresas. “É um problema físico, mas também de planejamento. E esses profissionais acabam atuando também com o mercado internacional”, comenta Márcio, acrescentando que as oportunidades estão em setores como mineração e alimentos. O salário médio inicial é R$ 2.100.

Michel Filho / Agência O Globo

Michel Filho / Agência O Globo

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments