Há muitas teorias de o que funciona e o que não funciona nas salas de aulas. A seguir, saiba o que realmente ajuda os seus alunos

Publicado por Universia Brasil

Crédito: Shutterstock.com

Crédito: Shutterstock.com

Fazer trabalhos em grupo não é garantia de sucesso

John Hattie, professor da Visible Learning, reuniu mais de 5.000 estudos sobre estudantes e os estímulos que os professores costumam dar a eles. Hattie chegou à conclusão de que nem tudo que parece funcionar realmente funciona. A seguir, veja o que pode estimular os seus alunos de verdade e o que é somente perda de tempo:

O que funciona

1 – Credibilidade do professor
Alunos que acreditam na capacidade do professor ficam mais dispostos a aprender. Portanto, demonstre a sua competência e também deixe claro que você está aberto a críticas construtivas.

2 – Feedback
Dar feedbacks honestos e pessoais aos seus alunos dá a sensação de que você realmente se preocupa com o desenvolvimento deles. Faça tanto elogios quanto críticas. Procure o timing perfeito para o aluno receber o feedback da melhor forma possível.

3 – Respeite a visão do aluno
Se o aluno acha que a nota foi injusta, escute e tente entender o lado dele. Muitas vezes, o estudante cria uma expectativa muito alta e a decepção o desestimula para estudar mais vezes. Se ele realmente errou, explique o erro e mostre como na próxima vez ele pode se dar bem.

4 – Lidar bem com a sala
Professores que demonstram confiança para lidar com os alunos criam um ambiente confortável para todos. Seja rápido ao solucionar problemas em potencial, mas sem ser duro demais.

5 – Vida pessoal
A vida pessoal tem um impacto muito grande na vida dos estudantes. Não menospreze os problemas pessoais dos seus alunos, e tente ajudar na medida do possível. Em reunião de pais, estimule-os a ajudar seus filhos nas lições de casa e motivá-los a ir à escola. Motivação vinda de casa tem um efeito muito positivo.

6 – Aprendizagem cooperativa
Estudantes aprendem muito melhor quando estudam juntos. Esse tipo de estudo também os estimula a interagir com os outros alunos e a solucionar problemas de forma mais fácil.

O que não funciona

1 – Lição de casa
Lições de casa, no geral, não estimulam os alunos a estudar mais. Tente encontrar outras formas de que o estudante reveja o conteúdo em casa, como filmes ou livros paradidáticos.

2 – O tamanho da classe
Muitos dizem que classes pequenas facilitam o ensino, mas isso não é verdade. O aprendizado depende quase que exclusivamente do professor, e não do tamanho da sala.

3 – Programas extracurriculares
Atividades extracurriculares não estimulam os alunos, ao contrário: deixa-os mais cansados. Ao invés de obrigar os alunos a fazer educação física, deixe um tempo livre para eles irem à biblioteca, ou mesmo conversar com os amigos. Dessa forma, eles decidem qual é a melhor forma de relaxar o cérebro.

4 – Gênero
Muitas escolas acreditam que alunos de sexos diferentes têm jeitos diferentes de aprender, mas isso não é verdade. Foi comprovado que tanto homens quanto mulheres conseguem absorver o mesmo tipo de informação, com a mesma velocidade e facilidade.

5 – Aulas em locais abertos
Não há nenhuma melhora visível entre alunos que tiveram aulas em locais abertos e fechados. Os resultados das avaliações foram basicamente os mesmos, e as diferenças não foram baseadas pelo local da classe.

6 – Trabalho em grupo
Fazer trabalhos em grupo não é garantia de sucesso. Se for muito importante que o aluno realmente entenda aquele assunto, é melhor pedir um trabalho por pessoa.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments