Espaço recebe colaborações de internautas, que enviam material sobre a vida do cantor. Ideia é publicar um e-book gratuito
‘Se o problema é o escritor fazer fortuna com biografia, a gente vai resgatar a vida do Caetano e publicar de graça’, diz criador da página

Capa da página “Biografia do Caetano”, no Facebook, criada nesta terça-feira/ Reprodução

Capa da página “Biografia do Caetano”, no Facebook, criada nesta terça-feira/ Reprodução

William Helal Filho em O Globo

RIO – A celeuma em torno da exigência de autorização para se publicar biografias no Brasil está dando pano para manga no Facebook. Nesta quarta-feira, foi criada na rede social uma página que se propõe a fazer “a mais pirata e coletiva biografia não autorizada de Caetano Veloso”. O espaço, que já tem mais de 1,3 mil curtidas, recebe colaborações de usuários. Eles enviam links de matérias, fotos e outros conteúdos que, um por um, costuram a vida do célebre cantor e compositor baiano.

– Não criamos a página para tirar sarro do Caetano. Queremos reconstruir a vida dele na timeline e lançar uma biografia não autorizada em forma de e-book gratuito – explica Ricardo Giassetti, que criou o espaço com Danilo Corci, seu sócio na editora MojoBooks. – Estamos recebendo centenas de mensagens de colaboração e fazendo a curadoria do que entra na timeline.

O debate gira ao redor da Lei 10.406, de 2002, que dá ao biografado direito de proibir a circulação de um livro sobre ele. Uma ação movida por editoras literárias no Supremo Tribunal Federal (STF) tenta derrubar o obstáculo legal, mas a associação Procure Saber, formada por artistas como Caetano, Roberto Carlos e Gilberto Gil, faz lobby para manter a necessidade de autorização. A empresária Paula Lavigne, ex-mulher de Caetano, preside a entidade.

– Se o problema da Paula Lavigne é o escritor fazer fortuna com biografia, a gente vai resgatar a vida do seu ex-marido e publicar de graça. Se ela não gostar, vai ter que rever o argumento da Procure Saber – comenta Ricardo que, no início deste ano, foi responsável, junto com Danilo, pela criação da página “Boicota SP”, que denuncia preços abusivos em São Paulo.

As já muitas postagens resgatam episódios de Caetano. Uma delas traz a foto do artista completamente nu, feita em 1979 para o livro “Homens”, de Vania Toledo. Outra exibe uma capa de 1997 da revista “Caras”, em que o compositor aparece ao lado de Paula Lavigne, quando eles eram casados e viviam em família na Bahia. Também é possível visualizar links publicados com o tag da página ou em comentários. Um internauta enviou o link de uma matéria da “Veja”, de 2005, que relata o dia em que, após a separação, Paula teria sido impedida pelos porteiros de entrar no prédio do cantor e, em reação, teria batido o carro contra o portão da garagem. Há também matérias de sites de fofocas com imagens do baiano na praia ou na rua.

– Se alguma informação é duvidosa, mas vale a pena ser averiguada, a gente publica pedindo mais informações dos internautas. Ou então a gente coloca na página com um tom de brincadeira. Tudo isso faz parte da nossa curadoria – argumenta Ricardo. – Recebemos uma foto da turnê do disco “Cê” de 2003, enviada pela produtora do evento. Esse tipo de registro, de gente que participou da vida do Caetano, é muito interessante para a biografia.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments