Atividade aproveitou gostos e capacidades dos estudantes do ensino médio na elaboração do material

Publicado no Jornal de Santa Catarina

Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Essa é para os jovens do ensino médio. Como treinar a língua portuguesa, trabalhar em grupo e incentivar a leitura de um jeito que não fique só nas rotina da sala de aula? Alunos do Colégio Conexão, no bairro Saguaçú, na região central de Joinville, encontraram uma maneira: produziram o primeiro jornal impresso da escola, apresentado nesta quinta aos alunos.

A ideia nasceu do professor de história Cristiano Abrantes lá por abril. A professora de redação e produção de texto, Jozi Elen Fleck, ajudou, então, a incrementá-la. Passou a ser tarefa de sala do primeiro e do segundo ano do ensino médio trabalhar textos opinativos, reportagens, crônicas e até charges (desenhos), como em um jornal de verdade.

As produções dos alunos passaram a compor o material para o jornal de 12 páginas. Cada estudante se envolveu com uma tarefa e a produção foi além do horário de aula. Mesmo sem valer nota, segundo os professores, a atividade deu mais certo do que outras tarefas comuns de sala de aula no envolvimento dos alunos e nos resultados.

Estudantes como Matheus Marinho, de 17 anos, do primeiro ano, aproveitaram a iniciativa para pôr em prática seu gosto por design gráfico. Ele diagramou o jornal, a parte que consiste em montar fotos, textos e ilustrações nas páginas.

— Aproveitei os conhecimentos em um curso de design que terminei e coloquei em prática no jornal — diz Matheus.

Juliana Goulart, 17, do segundo ano, que gosta de desenhar, fez a charge. Lana Peters, 16, e Carolina Barosso, 16, do segundo ano, e Thays Machado, 16, e Heloise Patrício, 15, também colaboraram com crônicas, artigos, desenhos e outras produções.

— Aprendemos mais sobre a profissão do jornalista e o desafio que é fazer um jornal — comenta Carolina.

A professora Jozi explica que os alunos tiveram uma aula especial com uma jornalista convidada para ajudar na tarefa e receberam a visita de um escritor, que se tornou a matéria de capa do jornal. O material didático utilizado em aula, que incentiva a leitura e produção de textos jornalísticos, também foi um incentivo, segundo ela.

Os alunos já falam em fazer uma segunda edição do jornal. O contato com a reportagem de “A Notícia”, na quinta, não só ajudou a turma a tirar mais dúvidas sobre a profissão como a já pensar em novos desafios, como matérias que interessem cada vez mais ao universo dos estudantes e, quem sabe, experiências na internet para as próximas tarefas.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments