Sabine Righetti, na Folha de S.Paulo

Um aluno do 2º ano de ciências contábeis da USP se passou por candidato atrasado do Enem no último domingo.

Flávio Renato de Queiroz Segundo, 20, fingiu que perdeu a prova e deu entrevistas comentando o falso episódio. A cena aconteceu nos portões da Uninove, em São Paulo.

“Eu disse que queria fazer ciências econômicas na UFSCar. Só que nem existe esse curso”, afirmou ele à Folha, que não o entrevistou no dia do Enem, mas publicou uma foto dele na primeira página, escalando o portão.

O curso citado por ele existe no novo campus de Sorocaba da universidade, mas não em São Carlos.

“Levei um susto quando vi as fotos dele nos jornais”, contou o pai do estudante, o advogado Flavio Queiroz, que chamou o filho de “piadista”.

O estudante Flavio Renato Queiros, 20, simulando atraso no segundo dia de prova do Enem, na Uninove, na Barra Funda (Danilo Verpa/Folhapress)

O estudante Flavio Renato Queiros, 20, simulando atraso no segundo dia de prova do Enem, na Uninove, na Barra Funda (Danilo Verpa/Folhapress)

No domingo, no portão da Uninove, Flávio gritava que não poderia ter perdido o exame, pois agora ele “teria de fazer Mackenzie”.

O garoto disse aos jornalistas que havia perdido a prova porque perdeu uma conexão do trem e precisou pegar um ônibus. Por isso, teria chegado atrasado ao local.

“No dia anterior eu perdi um trem indo de Pacaembu a Osasco. Levei duas horas para chegar e fiquei com essa história na cabeça.”

Ele não se diz arrependido. “A imprensa é muito ingênua.”

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments