Produtora expõe que número de visitantes foi maior que outras edições.
Evento reuniu grandes nomes da literatura durante 10 dias.

Bienal do Livro de Alagoas reuniu milhares de pessoas. (Foto: Carolina Sanches/ G1)

Bienal do Livro de Alagoas reuniu milhares de pessoas. (Foto: Carolina Sanches/ G1)

Carolina Sanches, no G1

O Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, localizado no bairro de Jaraguá, em Maceió, foi o ponto de encontro de estudantes, acadêmicos, professores e comunidade em geral durante 10 dias. A VI Bienal Internacional do Livro de Alagoas, que começou no dia 25 e encerrou neste domingo (3), ofereceu mais de 22 mil de livros e reuniu grandes nomes da literatura nacional e estrangeira. Segundo a organização, o evento superou as expectativas em público e vendas.

A sexta edição ofereceu uma vasta programação cultural com espaços temáticos, lançamentos de livros, oficinas, sessões de debates, bate-papos e exposições. O tema deste ano “Descobrir nas palavras a magia dos sentidos” norteou as ações do evento, que teve ações do projeto Leitura para Todos.

O evento contou com grandes nomes da na literatura nacional como Frei Beto, Jessier Quirino, Emir Sader, entre outros. E nomes conhecidos na mídia nacional como Tico Santa Cruz, Humberto Gessinger, Maitê Proença e Laura Müller. Autores estrangeiros também participaram da Bienal, como Boaventura Santos, Luís Serguilha, Catherine Dumas, Rumen Stoyanov e Alberto Filipe Araújo.

A produtora cultural do evento, Caroline Almeida, disse que, apesar dos números oficiais ainda não terem sido divulgados, a organização já adianta que a quantidade de visitantes e o volume de vendas superou as expectativas. “Comparado a anos anteriores a Bienal deste ano teve um movimento bem maior. Também tivemos muitas novidades e atrações no período da noite, o que deixou o espaço mais visitado”, falou.

Feira literária atraiu muitas pessoas ao Centro de Convenções de Maceió. (Foto: Carolina Sanches/G1)

Feira literária atraiu muitas pessoas ao Centro de Convenções de Maceió. (Foto: Carolina Sanches/G1)

A diretora da Editora da Universidade Federal de Alagoas (Edufal), Stela Lameiras, também confirmou que o evento superou as expectativas. Ela disse que, somente em relação ao público infanto-juvenil, a expectativa era de que mais de 70 mil estudantes de escolas públicas e privadas circulassem pelo evento. Segundo a diretora, até sexta-feira (1), mais de 76 mil já haviam visitado o local.

Stela falou ainda das oficinas que foram ministradas na Bienal. Ela disse que 800 pessoas foram capacitadas em diversas áreas nos 10 dias do evento. “Os eventos que aconteceram durante a Bienal, como os fóruns e seminários, também fortaleceram as atividades. E ainda contamos com a parceria do Instituto Lumiere que trouxe novidades para a feira”, disse.

Espaços temáticos atraíram público para a Bienal. (Foto: Carolina Sanches/G1)

Espaços temáticos atraíram público para a Bienal. (Foto: Carolina Sanches/G1)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments