Lista com 270 cursos punidos no Brasil foi divulgada nesta sexta

Publicado em O Globo
Universities Anticipate High Numbers Of Students

RIO – Entre os 270 cursos de ensino superior com vestibulares suspensos pelo Ministério da Educação (MEC) no Brasil, 28 são do Estado do Rio. A relação foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (06), junto com a avaliação de mais de 8 mil graduações examinadas pelo governo em 2012. As faculdades punidas estão proibidas de fazer processos seletvos porque apresentaram nota insatisfatória (1 e 2) no Conceito Preliminar de Cursos (CPC) tanto em 2012 quanto na avaliação anterior, em 2009. A sanção é aplicada a todas graduações reincidentes.

Consulte aqui nota dos cursos avaliados pelo MEC em 2012.

Em 2012, foram analisados pelo MEC 8,1 mil cursos, principalmente das áreas de ciências humanas e sociais, ministrados por 1,7 mil instituições no Brasil. Nesta avaliação, são levados em conta o rendimento dos estudantes no Exame Nacional de Cursos (Enade), a infraestrutura da instituição, a organização didático-pedagógica e o corpo docente.Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), 71,6% das graduações apresentaram conceitos satisfatórios, de 3 a 5. Foi uma evolução em relação a 2009, quando essa parcela era de 51,5%. Os cursos avaliados representam 38,7% do total de matrículas no país. Ainda de acordo com o Inep, o grupo de graduações com conceitos insatisfatórios, que representavam 27% do total na avaliação de 2009, encolheu para 12% do todo.Dentre as instituições fluminenses com mais vestibulares suspensos, estão o Centro Universitário da Cidade (UniverCidade) e a Universidade Estácio de Sá, ,com sete cursos cada . No entanto, 17 dos 28 cursos poderão reverter a suspensão em 2014 se demonstrarem melhora na qualidade do ensino. Isso porque, apesar de ainda serem consideradas insatisfatórias, as notas do CPC melhoraram de 2009 para 2012.

Por meio de nota, a Estácio informou que os cursos penalizados são “uma minoria, para a qual já estão sendo implementadas melhorias para que cheguem ao patamar geral da instituição”. O texto também ressalta que cerca de 90% dos cursos da instituição têm avaliação satisfatória.

Rogério Melzi, presidente da Estácio, destacou que o curso de Tecnologia em Marketing, no campus de São Gonçalo, foi o único que apresentou tendência descedente na avaliação do MEC. Para ele, os outros seis que apresentaram tendência ascendente estão no caminho certo das melhorias implementadas na universidade nos últimos anos.

— Se comparar o resultado de 2009 com o de 2012, as melhorias são óbvias. De 75 cursos avaliados, ter apenas um com tendência descendente é motivo de satisfação. Óbvio que não estou contente com esse curso, pois queremos que nossos cursos sempre sejam bem avaliados. Todas as medidas que tomamos de 2009 para tirar a universidade de um conceito de 1,99 para 2,46 têm surtido muito efeito. São muitos milhões de reais investidos em laboratórios, professores, titulação, formação, treinamento, desenvolvimento, pesquisa. É muito mais provável que seja uma dificuldade local daquele campus de São Gonçalo do que alguma coisa crônica da universidade — diz Melzi.

Para o presidente da Estácio, os quatro cursos de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos (nos campi de Duque de Caxias, Niterói, Macaé e São João de Meriti) e as graduações em Administração (Niterói) e Turismo (Nova Iguaçu), que tiveram tendência ascendente no CPC, conseguirão ter os vestibulares reabertos ainda em 2014:

— Vamos receber o MEC, fazer a avaliação in loco, mostrar que os cursos estão na direção correta. Não sei como vai ser a postura do MEC, mas não faz sentido ficar segurando vaga no momento em que a sociedade pede. O fato de estar numa tendência ascendente é positivo.

Em nota, o Grupo Galileo Educacional, mantenedor da Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), informa que já iniciou o processo de reestruturação dos cursos que tiveram avaliação negativa do MEC.

“Esse processo inclui a modernização das bibliotecas, a valorização do quadro docente e a atualização do conteúdo acadêmico”, diz a nota. A expectativa do grupo é retomar o padrão de qualidade dos cursos de Direito e Relações Internacionais, oferecendo ensino de excelência para os alunos.

Veja aqui o despacho no Diário Oficial da União.

O despacho do MEC também suspendeu outros 242 vestibulares pelo país, sendo cinco de cursos de universidades federais: Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) e Universidade Federal do Amapá (Unifap).

Já dentre os cursos mais reprovados Brasil afora estão Administração, com 103 vestibulares suspensos, seguido por Ciências Contábeis (51), Direito (38), Comunicação Social (16). Ao todo, houve corte de 44.069 vagas nos vestibulares para 2014.

Quatro graduações públicas no Rio tiveram conceito 2 em 2012 e terão que melhorar suas condições de ensino para escapar de uma penalidade na próxima avaliação. Na Universidade Federal Fluminense (UFF), estão nessa situação os cursos de Psicologia do campus de Niterói e de Ciências Contábeis das unidades de Miracema e Niterói.

A Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) também ficou com nota 2. O diretor da graduação, Gregório Stukart, disse que ainda precisa verificar mais a fundo o que está por trás desse desempenho, mas adiantou algumas justificativas:

– Temos um corpo pedagógico muito qualificado e uma boa infraestrutura. Então, acredito que essa nota seja reflexo do baixo envolvimento dos alunos com a prova do Enade. Como eles não recebem nenhum incentivo para fazer o teste, acabam não levando o exame a sério. Outro problema é a queda no desempenho geral dos alunos em função das cotas. Precisamos reforçar as políticas de nivelamento desses estudantes nos primeiros períodos – afirmou.

Para elaborar o CPC, são levadas em conta diferentes qualidades do curso: o o Conceito Enade (que mede o desempenho dos concluintes), o desempenho dos ingressantes no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), o Conceito IDD e as variáveis de insumo (corpo docente, infra-estrutura e programa pedagógico).

Confira a lista abaixo dos vestibulares suspensos no estado do Rio, dividos entre os que tiveram tendência ascendente no CPC e os que tiveram tendência descendente:

Tendência Ascendente no CPC:

Faculdade da Região dos Lagos – Administração

Universidade Estácio de Sá (Niterói) – Administração

Universidade Estácio de Sá (Nova Iguaçu) – Turismo

Universidade Estácio de Sá (Duque de Caxias) – Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Universidade Estácio de Sá (Macaé) – Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Universidade Estácio de Sá (Niterói) – Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Universidade Estácio de Sá (São João do Meriti) – Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Universidade Iguaçu – Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Universidade Iguaçu – Tecnologia em Marketing

Centro Universitário Celso Lisboa – Administração

Universidade Salgado de Oliveira (São Gonçalo) – Ciências Contábeis

Faculdade Béthencourt da Silva – Administração

Faculdade Béthencourt da Silva – Ciências Contábeis

Centro Universitário Geral do Di Base – Administração

Faculdade do Sul Fluminense – Administração

Faculdade Machado de Assis – Turismo

Faculdade Machado de Assis – Administração

Tendência Descendente no CPC:

Universidade Estácio de Sá (São Gonçalo) – Tecnologia em Marketing

Centro Universitário Geral do Di Base – Direito

Centro Universitário da Cidade – Direito

Centro Universitário da Cidade – Direito

Centro Universitário da Cidade – Direito

Centro Universitário da Cidade – Direito

Centro Universitário da Cidade – Direito

Centro Universitário da Cidade – Direito

Centro Universitário da Cidade – Relações Internacionais

Universidade Iguaçu – Direito

Faculdade Paraíso – Administração

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments