Publicado na RFI

IMAG2019São quarenta anos e mais de oitenta viagens que unem o francês Alain Draeger ao Brasil. Desde que pisou no país pela primeira vez há 39 anos, Alain não cessou de registrar descobertas, encontros de norte a sul. Para dividir sua paixão e suas experiências através do Brasil que muitos brasileiros não conhecem, Alain e sua esposa, Monique, acabam de lançar duas obras, “Carnets do Brasil” e “Carnets d’Amazonie”, disponíveis na livraria Portuguesa e Brasileira, em Paris, e em breve no Brasil, onde será editado pela Record.

Em entrevista à RFI, Alain contou que visita o país pelo menos duas vezes por ano. Tudo, como ele mesmo conta no livro, começou em 1974.

Desempregado, ele recebeu uma proposta de trabalho de um amigo que morava no Rio. Foi conferir, e desde então, sua vida foi pontuada de idas e vindas, mas nunca se instalou definitivamente no país.

Por mais paradoxal que isso possa parecer, Alain nunca pensou em viver no Brasil, disse. “Sou francês, adoro a França, e não me imagino viver longe daqui. Mas sou fascinado pelo Brasil.”

Com a Record, Alain, fechou um contrato para uma série de livros sobre temas variados: o Carnaval no Rio, a Bahia, a cozinha brasileira, que já foram publicados.

No próximo ano, ele fará uma outra viagem à Amazônia, para se encontrar com os personagens citados em seu livro e , e entregá-los um exemplar.

“Na Amazônia você encontrar pessoas que vivem como há 100 ou 300 anos atrás. E isso que me interessou muito. Tive oportunidade de encontrar pessoas fantásticas. Mas todas as regiões do país são interessantes”, diz Alain, citando a missa do vaqueiro, no sertão do Pernambuco.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments