Publicado na Folha de S.Paulo

O cineasta Ari Folman, do documentário animado “Valsa com Bashir”, vai escrever e dirigir uma nova animação –dessa vez, baseada no livro “O Diário de Anne Frank”. A obra conta história de vida de uma garota judia que, com sua família, tenta fugir dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Folman e seus produtores receberam acesso completo aos arquivos do Anne Frank Fonds, instituição criada pelo pai da menina, Otto.

Associated Press
Fotografia da menina judia Anne Frank (1929-1945), cujo diário se transformou num fenômeno literário
Fotografia da menina judia Anne Frank (1929-1945), cujo diário se transformou num fenômeno literário

“Levar ‘O Diário de Anne Frank’ às telas é uma oportunidade fantástica e desafiadora”, disse Folman em nota à imprensa. “Há uma verdadeira necessidade de novo material artístico para manter a memória dela viva para as gerações mais novas.”

A exploração de traumas do passado associados à história não é novidade para Ari Folman.

Em “Valsa com Bashir” (2008), ele escavou suas lembranças como soldado de Israel para realizar um documentário animado sobre a invasão de seu país no Líbano, em 1982. O filme lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Folman também é o criador da série “En Terapia”, que ganhou versões em diversos países, entre eles Estados Unidos (“In Treatment”) e Brasil (“Sessão de Terapia”).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments