1

Romances ativam neurônios responsáveis pela percepção da linguagem e sensações

Publicado no Cenário MT

Ler é sempre um ótimo passatempo, favorece a imaginação e rende boas horas de entretenimento. O que talvez você não saiba é que pegar o seu livro favorito pode ter benefícios muito maiores: de acordo com um novo estudo eles não mudam somente as emoções, mas também o funcionamento do cérebro.

Pesquisadores americanos usaram scanners de ressonância magnética para identificar redes cerebrais associadas à leitura de histórias e perceberam que certas alterações no estado de descanso duram alguns dias após você aproveitar uma obra de ficção poderosa.  O objetivo era resolver o mistério de como os contos entram na cabeça das pessoas e seus efeitos.

Um total de 12 estudantes participaram do experimento por 19 dias lendo a mesma novela, “Pompeii”, de Robert Harris. O livro foi escolhido por sua narrativa envolvente.

Nos primeiros cinco dias, os voluntários foram scanneados pela manhã, e, após esse período, foram dadas nove partes da obra para que lessem 30 páginas todas as noites.Depois disso, eles voltaram ao laboratório para passar mais uma vez pelo scanner e responder a uma pesquisa para assegurar que haviam lido o livro. Os resultados revelaram alta conectividade no córtex temporal esquerdo, área que é associada com a percepção da linguagem. Neurônios dessa mesma região também criam sensações para o corpo, por exemplo, simplesmente por pensar em correr os neurônios dessa ação são ativados.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments