Harry Potter (Daniel Radcliffe, à frente), Hermione (Emma Watson) e Ron (Rupert Grint) em cena do filme "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2", o último da série

Harry Potter (Daniel Radcliffe, à frente), Hermione (Emma Watson) e Ron (Rupert Grint) em cena do filme “Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2”, o último da série

Publicado na Folha de S.Paulo

Sete anos após concluir a saga do bruxinho Harry Potter, a escritora britânica J.K. Rowling revelou um arrependimento com o final da série.

Segundo ela, Hermione Granger deveria ter ficado com Harry Potter e não com Ron Weasley.

No final da saga, Harry casa-se com Ginny Weasley, irmã de seu melhor amigo, Ron.

Muitos leitores dos livros torciam para que Harry e Hermione formassem um casal.

A revelação foi feita à edição de fevereiro da revista “Wonderland”, em entrevista conduzida pela atriz Emma Watson, que encarnou Hermione nos oito filmes da série. O jornal britânico “The Sunday Times” divulgou trechos da conversa em sua edição de hoje (dia 2).

“Eu escrevi a relação de Hermione e Ron como uma forma de realização de um desejo. Por razões que têm pouco a ver com a literatura e muito mais a ver comigo, e meu apego à trama que havia imaginado, Hermione terminou com Ron”, disse Rowling.

“Eu sei, me desculpe, eu posso ouvir a raiva e a fúria que isso pode causar em alguns fãs, mas estou sendo absolutamente honesta, a distância me deu uma perspectiva sobre isso. Foi uma escolha que eu fiz por razões pessoais, não por razões de credibilidade”, afirmou.

Segundo Rowling, Hermione e Ron provavelmente acabariam fazendo terapia de casal. “Estou partindo o coração das pessoas por dizer isso? Espero que não.”

Emma Watson também comentou que Harry seria um marido melhor para sua personagem.

“Eu acho que há fãs que sabem disso e que também pensam se Ron seria realmente capaz de fazer Hermione feliz.”

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments