Gráfico mostra os percentuais de notas de redação em cada faixa de pontuação .

Gráfico mostra os percentuais de notas de redação em cada faixa de pontuação .

Publicado em O Globo

O MEC liberou, nesta quarta-feira (2), o texto corrigido das redações do Enem 2013. O espelho da prova pode ser conferido na página do exame no site do Inep. Este ano, foram corrigidos mais de cinco milhões de textos, dos quais apenas 481 tiveram nota mil.

Com regras mais rígidas estipuladas este ano pelo MEC para a correção, atingir a nota mil não foi nada fácil. Os 481 alunos que alcançaram a pontuação têm motivos de sobra para comemorar. O estudante de Medicina da Universidade Estadual do Pará (UEPA) Igor Cerejo, de 18 anos, disse que teve “uma felicidade extrema” ao saber do resultado.

– Fórmula mágica não existe. Mas na redação do Enem você tem um ‘esqueleto’ que não muda. É uma receita a ser seguida: é preciso ter introdução sobre o tema, depois o desenvolvimento, com argumentos e análise crítica, e uma conclusão que, no caso do Enem, pede uma proposta ao problema – ensina o estudante.

Outro que obteve nota mil foi o agora aluno de Ciência da Computação da PUC Rio, André Mazal Krauss, de 18 anos.

– As pessoas têm que ser informadas para fazer a prova, saber o que escrever e como escrever, mas também não podem muito ficar se debatendo com o tema porque em uma hora de prova não dá para demorar muito.

Confira abaixo algumas redações que tiraram nota mil

Andrezza Dias, 19 anos, estudou no pH

Beatriz Carvalho, 22 anos, estudou no pH

Beatriz Pêgo, 18 anos, estudou no pH

Caroline Baía, 21 anos, estudou no _A_Z

Daniele Libério, 18 anos, estudou no Pensi e no Descomplica

Igor Cerejo, 18 anos, estudou no Colégio Moderno e no curso Equipe, em Belém

Marcela Giannini, 19 anos, estudou no _A_Z

Mariana Barreto, 17 anos, estudou no Descomplica e no Colégio Salesiano Dom Bosco, em Salvador

Marina Fernandes, 20 anos, estudou no _A_Z

Este foi o primeiro ano em que a redação do Enem foi aplicada utilizando critérios mais rígidos de correção após O GLOBO publicar reportagem mostrando que redações que receberam nota mil no Enem 2012 tinham erros grosseiros de português, como “enchergar”, “trousse” e “rasoavel”, além de desvios graves de concordância.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments