Marcos Chavarria, no Terra

Bati o olho no HQ ‘Ayrton Senna: a trajetória de um mito’ e de cara fui alvo de uma avalanche de recordações da infância. Não que a obra seja destinada exclusivamente aos pequenos, mas o traço moderno e as cores vibrantes dos quadrinhos despertam a nostalgia de quem, como eu, era criança na década de 90 e tinha o piloto justamente como um dos seus “super-heróis”. As quase 50 páginas resumem a vida e carreira do brasileiro, que tinha como superpoder pilotar carros como ninguém.

1a

Lançamento mundial, a publicação chega ao País através de uma parceria entre a editora Nemo e o Instituto Ayrton Senna. O roteiro é do jornalista frânces Lionel Froissart, autor de três livros sobre o brasileiro. As ilustrações são dos belgas Christian Papazoglakis e Robert Paquet.

A narrativa começa no kart, com um jovem Ayrton tentando aprimorar o seu talento nas pistas, especialmente na chuva. A amizade com Emerson Fittipaldi e a rivalidade com Nelson Piquet também não foram esquecidas. Há um capítulo especial apenas sobre a forte ligação do brasileiro com o Japão. O final (Williams, começos e fim) detalha a relação com Frank Williams e lembra o teste que Senna fez para a equipe em 1983, traçando um paralelo com o trágico ano de 1994.

A sensação que fica é de que o HQ é o tipo de presente infalível para dar para aquele amigo ou familiar fã de Ayrton Senna. Um item de colecionador e ao mesmo uma leitura agradável para todas as idades. Ao preço de R$ 29,90, você encontra a obra nas livrarias e no site da editora.

Um aperitivo:

1

2

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments