O prefeito eleito de São Paulo (SP), João Doria, participa de evento do LIDE em São Paulo (SP) - 21/11/2016 (Miguel Schincariol/AFP)

O prefeito eleito de São Paulo (SP), João Doria, participa de evento do LIDE em São Paulo (SP) – 21/11/2016 (Miguel Schincariol/AFP)

 

Prefeito de São Paulo considerou oportunista a atitude da gigante americana

Publicado na Veja

O prefeito de São Paulo, João Doria rebateu a gigante americana Amazon e sugeriu que a empresa doe livros à cidade. Em vídeo publicado em seu perfil no Facebook, Doria pede que a Amazon tenha “uma postura cidadã autêntica e não oportunista”. O vídeo é uma resposta ao filme publicitário da americana, que usou os muros cinza da cidade para divulgar seu livro digital.

O Kindle, principal produto da gigante americana, é conhecido por ter um fundo de cor acinzentada. “Cobriram a cidade de cinza? A gente cobriu o cinza de histórias”, diz a Amazon na peça.

Abaixo, o comercial do Kindle:

Em sua resposta, Doria sugere que a empresa doe livros para bibliotecas, computadores e tablets para escolas municipais de São Paulo. “Já que eles têm tanto amor pela nossa cidade, poderiam fazer de fato uma ação transformadora. Poderiam também patrocinar um dos Museus de Arte de Rua (MARs). Existem várias formas da Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista.”

A estratégia da companhia americana se apoiou no programa Cidade Linda, implementado por Doria desde o começo de sua gestão, e que gerou polêmica por pintar de cinza muros que continham grafites e pichações.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments