201607140904_ced36223c0

Foto: Divulgação

 

Entre os títulos doados pela família do diretor, que trabalhou com Selton Mello, estão raridades beatniks

João Gabriel Veiga, no Bahia

A partir de setembro, o Centro Cultural São Paulo (CCSP) vai abrigar 454 livros da biblioteca pessoal do cineasta Hector Babenco. O argentino morreu em 2016, e seu último filme, “Meu Amigo Hindu”, contou com a participação de Selton Mello.

Entre os inúmeros títulos que Babenco deixou de herança, estão edições raras de autores beatniks – como Allen Ginsberg, Lawrence Ferlinghetti e Richard Brautigan.

Os usuários da biblioteca terão acesso a esses livros, que ganharão o selo “Acervo Hector Babenco”.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments