Conceição participará de mesa redonda e falará ao público da Feira do Livro | Foto: Divulgação / CP

Conceição participará de mesa redonda e falará ao público da Feira do Livro | Foto: Divulgação / CP

 

Além de sessões de autógrafos, escritora tem três atividades agendadas no evento

Publicado no Correio do Povo

Um dos principais nomes da literatura contemporânea brasileira, a mineira Conceição Evaristo participa da 63ª Feira do Livro de Porto Alegre nesta semana. Nesta quarta-feira, entre 18h e 19h15min, a escritora estará na mesa redonda “Conceição Evaristo: a palavra como herança”, ao lado de Priscila Pasko, editora do blog Veredas, e do professor convidado da Ufrgs Luiz Maurício Azevedo. Antes da abertura da atividade, a atriz e professora Celina Alcântara fará a leitura dramática de um texto da autora. Após, às 19h30min, haverá sessão de autógrafos de “Becos da Memória” (2006) e “Olhos d’Água” (2014), na Praça de Autógrafos.

Já na quinta-feira, às 10h30min, Conceição Evaristo encontra estudantes na Tenda de Pasárgada, e às 18h30min fala no Auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural Ceee Erico Verissimo (Andradas, 1223). Depois, às 19h30min, ela autografa “Ponciá Vicêncio” (2003), na Praça de Autógrafos.

Nascida em Belo Horizonte em 1946, Conceição Evaristo conciliou os estudos com o trabalho como empregada doméstica, até concluir o curso Normal, em 1971, aos 25 anos. Mudou-se então para o Rio de Janeiro, onde passou em um concurso público para o magistério e estudou Letras na UFRJ. Também é Mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e Doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense.

Na década de 1980, Conceição entrou em contato com o Grupo Quilombhoje. A estreia dela na literatura foi em 1990, com lançamentos na série Cadernos Negros. Suas obras, em especial o romance “Ponciá Vicêncio”, abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. O livro foi traduzido para o inglês e publicado nos Estados Unidos em 2007.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments