No embalo da campanha “#écoisadepreto”, marca procura romances escritos por negros

Publicado no UAI

No embalo da polêmica envolvendo o jornalista Willian Waack, da TV Globo, afastado da emissora por comentários racistas antes de uma gravação, uma editora aproveita para empoderar e promover autores negros com histórias sobre protagonistas negros.

20171116124950121153a

A iniciativa é da Rico Editora, responsável pelo concurso “É coisa de preto”, nome que aproveita a campanha feita na internet com intuito de combater o preconceito, após o vazamento das declarações de Waack.

Cada participante, com obra já publicada ou não, poderá inscrever seu romance (adulto, infantil ou adolescente) a partir do dia 20 de novembro de 2017. A data de término do concurso acontece no dia 20 de janeiro de 2018, sendo aceitas postagens por e-mail até às 23h59.

A obra vencedora será publicada na Bienal de São Paulo de 2018, com lançamento e autógrafos do autor. O edital pode ser acessado aqui.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments