suicidas-raphael-montes-760x428

Cesar Gaglioni, no Jovem Nerd

O ano novo enfim chegou trazendo consigo aquelas promessas que fazemos a cada Réveillon! Caso você tenha prometido a si mesmo que iria ler mais em 2018, separamos aqui 12 sugestões, uma para cada mês do ano!

O Nome do Vento, de Patrick Rothfuss

O primeiro livro da trilogia da Crônica do Matador do Rei foi lançado em 2007. Aqui acompanhamos o começo da saga de Kvothe, o humilde dono da hospedaria Marco do Percurso.

Quando um cronista decide ouvir e registrar a história do taberneiro, descobrimos que Kvothe tem muitos segredos: alguns deles muito surpreendentes.

O Nome do Vento é uma excelente pedida para quem gosta de histórias fantásticas cheias de magia e reviravoltas.

A continuação, O Temor do Sábio, foi lançada em 2011 e atualmente Rothfuss trabalha no terceiro e último livro da saga.

Suicidas, de Raphael Montes

Gosta de um bom mistério? Então Suicidas, do brasileiro Raphael Montes, é uma boa escolha.

Aqui acompanhamos a história de um grupo de jovens que decide tirar a própria vida. A trama se divide entre Alê, um dos adolescente que cometeu suicídio, e uma policial que está investigando o caso.

A narrativa alterna em passado, presente e futuro com muita fluidez, prendendo (e muito!) o leitor que quer entender a motivação dos protagonistas.

Confissões do Crematório, de Caitlin Doughty

Em Confissões do Crematório, a autora (e youtuber!) Caitlin Doughty relembra histórias da época em que trabalhou num crematório, durante sua juventude.

Num primeiro momento, pode parecer um livro maçante e mórbido, mas Doughty conta tudo com muito bom humor e sempre num tom cômico. Logo na introdução ela relembra seu primeiro dia no emprego, quando teve de barbear um cadáver mas não sabia como fazer isso.

A leitura é fluida e as risadas são garantidas!

O Exorcista, de William Peter Blatty

Uma obra-prima do terror. O romance de William Peter Blatty serviu como base para o clássico filme de 1973.

O livro traz a sombria história de Regan, uma menina de 12 anos que acaba sendo possuída por um demônio. Ao mesmo tempo, acompanhamos o drama de sua mãe, que se vê em uma situação de completo horror; de Damien Karras, um padre/psiquiatra no meio de uma crise de fé e de Merrin, um padre experiente que vai precisar enfrentar o Mal de uma maneira inimaginável.

O romance é mais assustador que o filme e tem cenas ainda mais perturbadoras. O calafrio é certo!

O Poderoso Chefão, de Mario Puzo

Outro livro que foi transformado em um filme clássico. A trama policial escrita pelo jornalista Mario Puzo gira em torno da organização mafiosa da família Corleone.

Após Don Vito, um dos chefões da máfia de Nova York, ser baleado de maneira trágica, Michael, o caçula da família, se vê obrigado a assumir os negócios do pai — mas ele não sabia que isso iria corromper sua alma de forma irrecuperável.

Os fãs do filme podem sentir um certo estranhamento ao ver o ritmo mais lento do livro, mas a profundidade da trama é a mesma. O romance conta a história do primeiro filme e ao mesmo tempo apresenta o passado de Don Vito, que foi visto no segundo longa da trilogia de Francis Ford Coppola.

É uma sugestão irrecusável!

Star Wars: Marcas da Guerra, de Chuck Wendig

Ainda está no hype de Os Últimos Jedi e quer consumir mais coisas de Star Wars até a chegada do Episódio IX? Seus problemas acabaram!

Marcas da Guerra traz uma trama militar que explica algumas coisas que aconteceram entre O Retorno de Jedi e O Despertar da Força., mostrando como a Galáxia reagiu ao fim do Império e como a Primeira Ordem surgiu.

É um aprofundamento bacana para quem quer saber mais da galáxia muito, muito distante…

Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J.K. Rowling

Nunca leu nenhum livro da saga do bruxinho? Tá aí uma ótima oportunidade para começar! Já leu todas as aventuras mais de uma vez? Talvez seja um bom momento para revisitar Hogwarts.

O primeiro livro da série é curtinho e tem um tom bem aventuresco, além de apresentar as principais mecânicas e personagens do mundo bruxo de J.K. Rowling.

Aqui, Harry precisa impedir que o terrível Lorde Voldemort se apodere da Pedra Filosofal e consiga voltar à vida, trazendo um novo reinado sombrio para os bruxos.

O Oceano no Fim do Caminho, de Neil Gaiman

Em O Oceano no Fim do Caminho, Gaiman nos apresenta uma fábula tocante que fala sobre o fim da infância e a chegada da maturidade. Tudo isso em uma trama que envolve bruxas, espíritos e outras criaturas fantásticas.

O romance conta a história de um homem (seu nome nunca é revelado) que volta ao seu bairro natal para um funeral. Lá ele se lembra de uma garota, Lettie Hempstock, e de todas as aventuras que viveram durante a infância.

É um livro fofo e rápido de ser ler, que traz muitos temas comuns a todos nós.

Cosmos, de Carl Sagan

Está procurando uma leitura diferente? Cosmos é uma ótima opção. O livro do astrofísico Carl Sagan explica alguns conceitos de astronomia e astrofísica de maneira simples e até mesmo poética.

Aqui os temas vão da formação das galáxias à Teoria da Relatividade de Albert Einstein. O texto é muito fluído e Sagan usa diversos exemplos simples do nosso dia a dia para explicar conceitos complexos.

Eleanor & Park, de Rainbow Rowell

Quer um romance água com açúcar embalado em um monte de referências e diálogos nerds? Eleanor & Park é uma boa!

Aqui acompanhamos o amor de dois adolescentes. Eleanor, uma garota tímida e que não tem muitos amigos na escola e Park, um descendente de coreanos que é apaixonado por música e quadrinhos.

A trama mostra a paixão dos dois florescer e amadurecer, mostrando os altos e baixos da adolescência de uma maneira muito sincera e sem muitos clichês vistos em outros livros do gênero.

Tudo isso com muitas discussões sobre X-Men, Watchmen, Batman e Star Wars, regadas com a trilha sonora de bandas como The Cure e o The Smiths.

O Estrangeiro, de Albert Camus

O romance escrito pelo filósofo francês acompanha a história de Mersault, um homem não muito simpático que detesta boa parte da humanidade e que acaba cometendo um assassinato.

Depois disso, vamos seguindo o protagonista em uma série de situações absurdas que vão escalando rapidamente no nível de loucura, chegando ao absurdo.

No meio de tudo isso, Camus apresenta as ideias existencialistas e absurdistas que formaram sua filosofia.

Leonardo Da Vinci, de Walter Isaacson

Biografia de um dos maiores gênios da humanidade. Aqui Isaacson traça o perfil do pintor/engenheiro/cientista/matemático/arquiteto do seu nascimento em 1452 até sua morte em 1519.

No decorrer do livro, somos apresentado aos métodos de Da Vinci e conhecemos mais de sua personalidade enquanto pessoa.

É uma leitura riquíssima para aqueles que se interessam por História no geral e pelo período do Renascimento Cultural.

Todos esses livros foram lançados no Brasil e maioria também conta com versões em ebook.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments