(Foto: Divulgação)

Primeiro romance de Wells narra as aventuras de um cientista britânico após desenvolver máquina que viaja pelo tempo

Fernando Rhenius, no Vavel

A editora Suma divulgou nesta terça-feira, 20, a capa de A Máquina do Tempo, primeira obra de H.G Wells. Lançado em 1895, o livro foi um dos primeiros a tratar sobre viagens no tempo.

Tudo gira em torno de um cientista inglês que acaba desenvolvendo uma máquina que pode viajar no tempo. Com uma narrativa envolvente, a obra de Wells ao lado de “Guerra dos Mundos” e “O Homem Invisível” são classificadas como romance científico, abrindo caminho para uma série de obras sobre o tema.

A Máquina do tempo ganhou duas adaptações para o cinema, uma em 1960 estrelada por Rod Taylor como ator principal. em 2002 veio a segunda adaptação dirigida por Gore Verbinski e Simon Wells, este neto de Wells. O cientista foi interpretado por Guy Pearce.

Confira abaixo a sinopse divulgada pela editora

A Máquina do Tempo é o primeiro romance de H.G. Wells. Depois de vários rascunhos e versões, foi finalmente publicado em 1895. O livro teve sucesso instantâneo no Reino Unido, e sua fama logo se espalhou por outros países. Chamado de “homem de gênio”, considerado um pioneiro, Wells abriu caminho não só para seus livros e sua visão de mundo, mas para novas possibilidades temáticas na literatura. A Máquina do Tempo é o primeiro e mais importante romance moderno sobre viagens no tempo, e um clássico da literatura mundial. Com uma narrativa envolvente, H.G. Wells cria a fabulosa jornada de um cientista inglês a um mundo futuro, desconhecido e perigoso. Acompanhamos suas descobertas, seu deslumbramento e o horror que, aos olhos do viajante, aos poucos se anuncia.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments