Casal Emma e Ernesto caiu no gosto do público

Publicado no UOL

Sendo finalizada nesta segunda-feira (24), a novela “Orgulho e Paixão” fez aumentar a procura e as vendagens de obras da escritora inglesa Jane Austen, que serviu de inspiração para a criação do folhetim de Marcos Bernstein, que agradou público e crítica.

Em sites de livrarias, como Saraiva e Cultura, dois livros de Austen aparecem na lista de mais vendidos: “Razão e Sensibilidade”, de 1811, e “Orgulho e Preconceito”, de 1813.

Além disso, em lojas físicas, Jane voltou a ter seus livros na prateleira dos mais vendidos, além de outros que não estão nesta lista colocados em posições estratégicas para o público, como na vitrine principal de entrada das lojas.

 

Foi isso que o NaTelinha encontrou em duas grandes livrarias do Brasil. A primeira é um estabelecimento da Livraria Saraiva, localizada no Shopping da Bahia, em Salvador (BA), o maior do estado. Lá, os livros “Emma”, “Razão e Sensibilidade” e “Orgulho e Preconceito” tinham alto destaque na vitrine.

Já a Livraria Cultura do Conjunto Nacional, a maior da empresa em todo o Brasil, também expõe com destaque os três livros de Austen, além de outros três usados como base para a novela das 18h da Globo: “Lady Susan” (1871), “A Abadia de Northanger” (1818) e “Mansfield Park” (1814).

Por fim, o NaTelinha também visitou a Livraria Saraiva do Shopping Riomar, em Aracaju (SE), e viu “Emma” e “Orgulho e Preconceito” na estante dos mais vendidos. Entrevistamos Fernando Silva, gerente da loja, que confirmou o aumento da procura.

“Teve um aumento significativo, principalmente entre jovens. A novela ajudou muito nisso”, afirmou. Ele também diz que a loja fez um reforço de estoque por causa disso: “Pedimos pelo menos mais duas remessas de ‘Emma’, que tem saído acima até de ‘Orgulho e Preconceito’, que é o mais conhecido dela”.

De fato, quem tem sido redescoberto pelo público é “Emma”. Na trama, ela é interpretada por Agatha Moreira. No decorrer do folhetim, o seu par romântico com Ernesto (Rodrigo Simas) decolou nas redes sociais, o que pode ajudar a explicar o crescimento nas vendagens.

“O casal ter emplacado foi bom mesmo, porque ‘Emma’ tem saído muito. E muito adolescente mesmo, pré-adolescente, tem vindo comprar o livro”, conclui o gerente. O fato é que Jane Austen chegou em um novo público e passou a ser interessante para gente que sequer conhecia seu universo.

“Orgulho e Paixão” terminará sua trajetória com 22 pontos de Ibope na Grande São Paulo. Ela dará lugar para “Espelho da Vida”, novela de Elizabeth Jhin que conta com Vitória Strada, Rafael Cardoso, João Vicente de Castro e Alinne Moraes nos papéis principais.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments