campanhas

Banco de Livros estimula ”desapego’ para doações de obras no RS

0

Caixas estarão espalhadas pela Feira do Livro de Porto Alegre.
Em 2009, aposentado doou 180 mil obras para a campanha.

Em cinco anos, campanha já arrecadou mais de 450 mil exemplares (Foto: Luciane Kohlmann/RBS TV)

Em cinco anos, campanha já arrecadou mais de 450 mil exemplares (Foto: Luciane Kohlmann/RBS TV)

Luciane Kohlmann, no G1

Com o objetivo de estimular nas pessoas o desapego de livros esquecidos em prateleiras, o projeto Banco de Livros terá caixas de coleta espalhadas pela Feira do Livro de Porto Alegre, de 1º a 17 de novembro, para receber doações. As obras esquecidas poderão, assim, chegar às mãos de novos leitores.

Em cinco anos, a campanha arrecadou mais de 450 mil exemplares. “O lema dos bancos sociais é o seguinte: ‘transformar o desperdício em benefício social’. E a gente acha um tremendo desperdício ficar com os livros parados na estante”, diz o presidente do Banco de Livros, Waldir Silveira.

Procurador aposentado conhece bem o projeto Banco de Livros (Foto: Luciane Kohlmann/RBS TV)

Procurador aposentado conhece bem o projeto
Banco de Livros (Foto: Luciane Kohlmann/RBS TV)

O procurador aposentado Itálico Marcon conhece bem o projeto. E participa dele. Somente em 2009, ele doou 180 mil obras. Ele afirma que já chegou a ter quatro apartamentos tomados pelas obras. “Só para livros, inclusive os banheiros”, conta. A doação, admite ele, não foi fácil. “Mas eles estavam estragando, mofando, se deteriorando”, justifica.

Uma pequena coleção com preciosidades ficou guardada em uma sala. Entre elas está o exemplar de “O Tempo e o Vento” de 1965, com dedicatória do autor, Erico Verissimo.

É essa a ideia da campanha. Praticar o desapego. “Liberte seus autores da estante, doe livros! Os autores estão presos na estante, e a gente quer que as pessoas se desapeguem dessa posse”, ressalta o presidente do Banco de Livros.

Cada livro doado é tratado com cuidado. Uma seleção é feita em todo o tipo de material que chega ao banco para evitar que alguma obra danificada, com traças, espalhe o problema para as outras. “Depois que o material é higienizado, ele é separado pelos grandes assuntos da classificação universal, e aí ele vem para a prateleira”, explica a bibliotecária Neli Miotto.

Entidades são beneficiadas com campanha Banco de Livros (Foto: Luciane Kohlmann/RBS TV)

Entidades são beneficiadas com campanha Banco
de Livros (Foto: Luciane Kohlmann/RBS TV)

Mais de 200 entidades já foram beneficiadas com doações. “Como serviram para mim, vão servir para outras pessoas”, salienta seu Itálico. “Eu me realizo em plenitude. Todos os meus sonhos, minhas fantasias, meus amores, minhas paixões. Tudo isso eu encontro no livro”, conta o aposentado doador de obras.

Qualquer empresa pública, privada, ou pessoa física pode colaborar com as atividades do Banco de Livros. Instituições de Porto Alegre devem encaminhar suas demandas e projetos ao Balcão de Projetos Sociais do Conselho de Cidadania da Fiergs, na Avenida Assis Brasil, 8787, bloco 10, 3º andar. Lá a solicitação é protocolada e encaminhada ao Comitê de Avaliação e Análise, que tomará as providências sobre o atendimento.

A Feira do Livro de Porto Alegre

A edição deste ano será realizada de 1º a 17 de novembro, na Praça da Alfândega, no Centro de Porto Alegre. Professor de Literatura Brasileira da UFRGS, escritor e ensaísta, Luís Augusto Fischer é o patrono da feira.

Serão 140 expositores, e uma programação composta por mais de 700 sessões de autógrafos, 156 eventos em salas (mesas-redondas, palestras, seminários), 31 oficinas ligadas ao livro e à criação literária, 31 eventos artísticos e culturais, com literatura internacional e uma área dedicada a crianças e jovens com 293 atividades.

A programação completa da Feira do Livro de Porto Alegre pode ser encontrada no site oficial

Rede Social Zona Norte distribui livros gratuitamente no metrô

0

Projeto quer incentivar leitura distribuindo clássicos da literatura

1

Publicado por Catraca Livre

Na terça-feira, 29, das 10h às 15h, para comemorar o Dia do Livro e incentivar a leitura, a Rede Social Zona Norte vai distribuir livros nas estações Carandiru, Santana, Parada Inglesa e Tucuruvi (Linha 1-Azul) do metrô. Entre os títulos, Jorge Amado, Fíodor Dostoievisky, Machado de Assis, Edgard Allan Poe e William Shakespeare.

Esse é o segundo ano consecutivo da ação. É preciso passar a catraca para receber os livros.

SERVIÇO

O QUE: Dia do Livro – Rede Social Zona Norte

QUANDO: Ter 29/10 das 10:00 às 15:00
Adicionar à minha agenda do Google

QUANTO: Catraca Livre

ONDE: Estação Tucuruvi (Metrô – Linha 1 Azul) 
http://www.metro.sp.gov.br
Av. Dr. Antonio Maria de Laet, 100
Tucuruvi
São Paulo
0800-770-7722
VER NO MAPA

Estação Carandiru (Metrô – Linha 1 Azul) 
http://www.metro.sp.gov.br
Av. Cruzeiro do Sul, 2487
Santana
São Paulo
0800-770-7722
VER NO MAPA

Estação Santana (Metrô – Linha 1 Azul) 
http://www.metro.sp.gov.br
Av. Cruzeiro do Sul, 3173
Santana
São Paulo
0800-770-7722
VER NO MAPA

Estação Parada Inglesa (Metrô – Linha 1 Azul) 
http://www.metro.sp.gov.br
Av. Luís Dumont Villares, 1721
Santana
São Paulo
0800-770-7722
VER NO MAPA

OBSERVAÇÃO
É preciso passar a catraca do metrô.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

CEO da Amazon promove clube de leitura para inspirar líderes

0

Jeff Bezos contou em entrevista à CNBC que usou a estratégia para estimular seu time de executivos e discutir sobre os negócios neste verão

Jeff Bezos: "Foram ótimas conversas deram a todos nós a chance de conhecer uns aos outros melhor", diz sobre clube de leitura / Mario Tama / Getty Images

Jeff Bezos: “Foram ótimas conversas deram a todos nós a chance de conhecer uns aos outros melhor”, diz sobre clube de leitura / Mario Tama / Getty Images

Luísa Melo, na Exame

São Paulo – Uma das estratégias de Jeff Bezos, fundador e presidente da Amazon, para inspirar o seu time de executivos é organizar um clube de leitura. Ele revelou a atividade durante uma entrevista à CNBC, nesta quarta-feira, para falar da nova linha de Kindles lançada pela compahia.

No meio da conversa, o repórter Jon Fortt pergunta a Bezos o que ele faz para impulsionar, motivar ou questionar o seu time de liderança quando está junto dele no Lab 126, local onde são desenhados os projetos de hardware da companhia, no Vale do Silício. Bezos então conta: “o que eu fiz neste verão, é que nós tivemos três clubes de leitura. O nosso time de líderes se encontrou e tivemos durante três dias inteiros esses clubes de leitura e bons jantares”.

“Uma das coisas que nós fizemos foi ler esses livros de negócios juntos e falar sobre estrátegia, visão e o contexto. Esses livros realmente viraram ferramentas de trabalho que nós usamos para falar de negócios. Foram ótimas conversas deram a todos nós a chance de conhecer uns aos outros melhor”, avaliou.

Durante a entrevista, o presidente da Amazon não disse quais foram os três livros lidos pelo time de executivos, mas Jon Fort divulgou os títulos em uma postagem em seu perfil no LinkedIn.

São eles: “The Effective Executive”, de Peter Drucker, “The Innovator’s Solution”, do autor Clayton Christensen e “The Goal”, de Eliyahu Goldratt.

Veja o vídeo da entrevista:

dica do Chicco Sal

Um poema em cada árvore (Mobilização Nacional 2013)

1

A poesia orgulhosamente apresenta:

1

Publicado por Instituto Psia

Dia 21 de setembro de 2013 será realizado o Um poema em cada árvore (Mobilização Nacional), quando acontecerá em 70 cidades brasileiras uma edição simultânea do Um poema em cada árvore – iniciativa de incentivo à leitura que utiliza as árvores como suporte de leitura.

No dia em que se comemora o Dia da árvore, uma rede poetas, educadores, agentes culturais e sociais estarão mobilizados em levar a poesia aonde o povo está.
O Um poema em cada árvore é uma iniciativa de incentivo à leitura realizada mensalmente desde agosto de 2010 na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais.
Idealizada pelo poeta Marcelo Rocha e realizada pelo Instituto Psia, a iniciativa caracteriza-se por utilizar as árvores como suporte para a leitura, pendurando mensalmente poemas de poetas desconhecidos do grande público nos oitis valadarenses.
Esta foi uma forma encontrada para construir novos espaços de fruição poética, ampliar o acesso da população à poesia e colocar o trabalho de poetas contemporâneos em contato com novos públicos.
O Um poema em cada árvore foi uma das iniciativas finalistas do Prêmio Vivaleitura 2011 e atualmente é um dos projetos finalistas do Prêmio Vivaleitura 2012, premiação executada pela OEI – Organização dos Estados Ibero-Americanos.

CIDADES

ALEXANDRIA – RN
ALMENARA – MG
AQUIDAUANA – MS
AROAZES – PI
BACABAL – MA
BAGÉ – RS
BELO HORIZONTE – MG
BOQUEIRÃO – PB
CAMPINA GRANDE – PB
CAMPO GRANDE – MS
CAMPO NOVO DO PARECIS – MT
CAMPOS DOS GOYATAZES – RJ
CANELA – RS
CAXIAS DO SUL – RS
CERQUILHO – SP
CHAPADA GAÚCHA – MG
CONGONHAS – MG
CRUZ DO ESPÍRITO SANTO – PB
CURITIBA – PR
DIVINÓPOLIS – MG
DOURADOS – MS
ESPLANADA – BA
EUNÁPOLIS – BA
FORTALEZA – CE
FREDERICO WESTPHALEN – RS
GARANHUNS – PE
GARÇA/SP
GOVERNADOR VALADARES
GUARANÉSIA – MG
HERVAL D’ OESTE – SC
IBATEGUARA – AL
ILHÉUS – BA
ITABAIANA – PB
ITABUNA – BA
JARAGUARI -MS
LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA – BA
MAJOR SALES – RN
MANAUS – AM
MARINGÁ – PR
NOVA ANDRADINA – MS
PARANÁ – RN
PELOTAS – RS
PIAÇABUÇU – AL
PIRACICABA – SP
PORTEIRINHA – MG
PORTO ALEGRE – RS
PORTO VELHO – RO
PRATA DO PIAUÍ/- PI
QUELUZ – SP
RIBAS DO RIO PARDO – MS
RIO DE JANEIRO – RJ
RIO DOCE – MG
SALVADOR – BA
SANTA CRUZ DO SUL – RS
SANTA MARIA – RS
SANTO ANDRÉ – SP
SÃO FRANCISCO DE PAULA – RS
SÃO FRANCISCO DO SUL – SC
SÃO JOSÉ DO CALÇADO – ES
SÃO MATEUS -ES
SÃO PEDRO DA ALDEIA – RJ
SOBRADINHO – DF
TEIXEIRA DE FREITAS – BA
UBERABA – MG
UIRAUNA – PB
UNAI – MG
VALENÇA – BA
VILA VELHA – ES
VITÓRIA – ES
XAPURI – AC

1

2

dica do Jarbas Aragão

Go to Top