BKO WAVE SAÚDE

livros

O Touro Ferdinando: Conheça o livro e o curta-metragem que inspiraram a animação

0

O brasileiro Carlos Saldanha dirige filme sobre o doce e atrapalhado touro que não queria participar de touradas.

Vitória Pratini, no Adoro Cinema

Está em cartaz nos cinemas O Touro Ferdinando, nova animação do brasileiro Carlos Saldanha, responsável por sucessos como A Era do Gelo e Rio. Você sabia que o filme é baseado no livro infantil de 1936, “Ferdinando, o Touro”? E que essa mesma obra inspirou um curta-metragem que ganhou Oscar em 1938?

O livro original, escrito pelo autor americano Munro Leaf e ilustrado por Robert Lawson, traz uma temática pacifista que prega o respeito às diferenças. Por esse motivo, foi banido de países que viviam regimes fascistas como a Alemanha Nazista comandada por Adolf Hitler e a Espanha governada pelo ditador Francisco Franco.

A história gerou o curta-metragem Ferdinando, o Touro, desenvolvido pela Walt Disney Productions e lançado nos cinemas norte-americanos em 25 de novembro de 1938. O filme ganhou Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação, categoria na época chamada de “Curta-Metragem – Cartoons”.

O interessante é que o curta também consistia em uma série de homenagens à própria Disney. Quem faz a voz da mãe de Ferdinando, por exemplo, é o próprio Walt Disney, enquanto Ferdinando é dublado pelo animado Milt Kahl, responsável por personagens como Pinóquio, Alice, Peter Pan, Baloo e Robin Hood. A narração fica a cargo do ator Don Wilson.

Além das vozes, uma personagem do estúdio faz uma participação especial: Branca de Neve, cujo longa-metragem — o primeiro animado pela Disney — tinha sido lançado um ano antes. Ela aparece nas escadas, jogando flores para o toureiro.

Já o desfile de toureiros consiste em caricaturas de vários artistas do departamento de animação da Disney, como Bill Tytla (a cavalo), Fred Moore, Art Babbitt, Hamilton Luske e Jack Campbell. O próprio matador está supostamente inspirado em Walt Disney. Já o pequeno homem que vem carregando a espada do toureiro é Ward Kimball, o principal animador da cena.

Assista ao curta, em inglês:

A trama do novo filme da 20th Century Fox conta uma história similar, mas mais extensa: acompanha um doce touro chamado Ferdinando, que adora cheirar flores, seguir borboletas, sentar debaixo de uma árvore e leva a vida perfeita ao lado da menina Nina. Ao contrário dos touros da sua idade, que anseiam por lutar em touradas. Entretanto, ele é escolhido acidentalmente para ser levado a uma fazenda, e teme ser obrigado a participar das lutas nas arenas. Agora, ele precisa arranjar uma maneira de voltar para casa.

O Touro Ferdinando atualmente concorre a indicações ao Oscar 2018 nas categorias de Melhor Animação, Melhor Canção Original e Melhor Trilha Sonora. A produção também concorreu ao Globo de Ouro 2018.

Mais uma curiosidade, ou talvez coincidência, é que o curta original foi feito pela Walt Disney Productions. O filme dirigido por Saldanha é da 20th Century Fox. Considerando que recentemente a Fox foi comprada pela Disney, está tudo em casa, não é mesmo?

Assista ao trailer do novo filme:

Projeto social no subúrbio do Rio de Janeiro vira livro com histórias de superação e depoimentos de famosos

0

Wal com a Malu Mader no projeto No Palco da Vida (Foto Jorge Pualino B)

Úrsula Neves, no Cabine Cultural

Um sonho de menino que virou realidade e transforma centenas de vidas. Assim é o projeto No Palco da Vida, idealizado pelo ator Wal Schneider, que está completando dez anos.

Para comemorar o sucesso do projeto, Wal e sua equipe lançam o livro Um Palco e Muitas Vidas, 10 anos de histórias No Palco da Vida de Teresa Montero, no dia 16 de janeiro, na Livraria Argumento, no Leblon. Localizado em um casarão no bairro de Olaria, no Rio de Janeiro, o projeto já atendeu mais de 3000 alunos com aulas gratuitas de teatro, cinema, dança, música, literatura, palestras e acesso a uma biblioteca com mais de 6 mil livros e 8 mil DVDs.

Nascido na cidade de Tabuleiro do Norte, interior Ceará, José Valdemir da Silva Gomes se encantou pelas artes quando o circo chegou à sua cidade. Tinha apenas 7 anos. Aos 17 pegou carona em um caminhão de melões e com apenas R$ 25 no bolso, foi atrás do sonho de se tornar ator. No Rio de Janeiro lavou pratos, fez faxina, mas mesmo com muitas dificuldades, conseguiu ajuda para engrenar nos estudos. Formou-se ator, fez pós-graduação em direção teatral na conceituada CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), adotou o sobrenome de um de seus benfeitores e tornou-se Wal Schneider.

“Em um determinado momento vi que o que eu tinha conseguido – ser ator – não podia parar ali. E agora? Agora eu precisava distribuir a arte, compartilhar com o máximo de pessoas. Não é apenas teatro, é contribuir para a formação do cidadão e do ser humano” – conta Wal, que deu aulas na UERJ e, em seguida ministrou uma oficina no Sesc de Ramos para a meninada do Complexo do Alemão. O interesse foi tanto que a mãe de uma aluna ofereceu o quintal de casa para Wal continuar ensinando sua arte. Tantos vieram que Wal precisou ampliar o espaço e alugou o casarão da Rua Uranos, em Olaria, Zona Norte do Rio, onde hoje funciona o projeto que atende crianças, adolescentes, adultos, a turma da melhor idade e alunos especiais.

Marcando esses dez anos de sucesso, o livro Um Palco e Muitas Vidas, 10 anos de histórias No Palco da Vida conta trajetória do projeto, que já recebeu vários prêmios, e traz depoimentos de artistas que apoiam e ajudam a causa, como Dira Paes, Malu Mader, Bianca Ramoneda, Bete Mendes, Ruth de Souza, Amir Haddad, dentre outros. Escrito por Teresa Montero, biógrafa da escritora, Clarice Lispector, com orelha por Sergio Fonta, quarta capa assinada por Elizabeth Jhin e Malu Mader, a obra já pode ser adquirirda nas livrarias Eldorado e Copabooks e online apenas pelo site da Livraria Eldorado. Toda a renda das vendas será revertida para a manutenção do projeto, inclusive o percentual da editora e da autora.

Prêmios recebidos pelo projeto No Palco da Vida

Prêmio AABB de Melhor Expressão Artística pelas peças Os Meninos da Rua Paulo e Memórias de Nossa Infância – 2011
Prêmio Extraordinários, na Categoria Superação do Jornal Extra (por voto popular) – 2015.
Prêmio João Canuto – Direitos Humanos – MHuD – 2015.
Prêmio Heloneida Studart de Cultura – ALERJ – 2017

Confira um vídeo promocional do projeto com a participação das atrizes Dira Paes e Malu Mader:

Fahrenheit 451 | Adaptação da HBO ganha novas imagens

0

Tayná Garcia, no Jovem Nerd

O Twitter da HBO PR divulgou novas imagens de Fahrenheit 451, nova adaptação da HBO do livro homônimo de Ray Bradbury.

Nas imagens, cores neon se destacam e os personagens Beatty (Michael Shannon), Montag (Michael B. Jordan) e Clarisse (Sofia Boutella) aparecem. Veja:

O romance, publicado em 1953, conta a história de um futuro distópico quando o pensamento crítico é proibido, a mídia é usada apenas para distração e os livros devem ser queimados. O número “451” é a temperatura que o fogo deve ter para queimar as obras!

O filme original HBO acompanha Montag (Michael B. Jordan), um jovem bombeiro que se rebela contra o sistema e decide recuperar a humanidade. O elenco conta com Michael B. Jordan, Michael Shannon, Laura Harrier, Sophia Boutella e Lilly Singh. A direção é de Ramin Bahrani.

A previsão é que Fahrenheit 451 seja exibido no canal em 2018.

As Crônicas Vampirescas | Bryan Fuller produzirá adaptação televisiva das obras de Anne Rice

0

Produtor de Star Trek: Discovery e Deuses Americanos também pode tornar-se o showrunner da nova série de TV

Arthur Eloi, no Omelete

Bryan Fuller, produtor de Star Trek: Discovery e Deuses Americanos, se juntou à série de TV de As Crônicas Vampirescas, obras de Anne Rice que inspiraram A Entrevista com o Vampiro, clássico de 1994.

A informação é do The Hollywood Reporter onde a presidente da Paramount TV Amy Powell afirma que Fuller está trabalhando ao lado de Anne e Christopher Rice, filho da autora que escreverá o roteiro do piloto e assumirá a produção executiva do seriado. Além disso, Fuller também pode tornar-se o showrunner do seriado.

No Twitter, Christopher Rice publicou uma foto ao lado de Fuller e de Anne Rice, dando as boas vindas ao produtor – veja abaixo:

Em 2017, a Paramount TV e a Anonymous Content adquiriram os direitos aos 11 livros da autora. “O rico e vasto mundo que ela criou com As Crônicas Vampirescas é incomparável e sofisticado, com tons góticos dos anos 90 que serão adequados perfeitamente para o público. A série é recheada de personalidades atraentes liderados por Lestat, indiscutivelmente um dos melhores personagens originais da literatura ou qualquer outra arte”, afirmou Powell à Variety na época.

As histórias da autora já chegaram aos cinemas com A Entrevista Com Vampiro, longa lançado em 1994 com Brad Pitt e Tom Cruise no elenco. Em 2016, Josh Boone havia anunciado que estava trabalhando no roteiro de um remake, mas com a autora recuperando os direitos de seus livros o longa está travado. A Rainha dos Condenados, de 2002, também é baseado nas histórias de Rice.

Ainda não há data de estreia, título ou emissora definida para a série de TV das Crônicas Vampirescas.

9 livros para ler antes de assistir aos filmes em 2018

0

Isabela Moreira, na Galileu

O ano de 2018 será cheio de grandes estreias no cinema. Entre remakes, reboots e continuações, estão várias adaptações de livros que foram sucesso de crítica e vendas. Separamos algumas delas para conferir antes dos longas chegarem na telona. Confira:

1 – Aniquilação, Jeff Vandermeer (Editora Intrínseca, 200 páginas, R$ 21,90)

No primeiro volume da trilogia “Comando Sul”, uma expedição de mulheres vai para a Área X, um local isolado e que contaminou os membros de missões anteriores de formas diferentes. O filme é estrelado por Natalie Portman e conta com Gina Rodriguez (Jane the Virgin) e Tessa Thompson (Thor: Ragnarok) no elenco.
Estreia: 22 de fevereiro

2 – Todo Dia, David Levithan (Editora Record, 280 páginas, R$ 31,90)

Todos os dias, A acorda no corpo de uma pessoa diferente. Até que acorda no corpo de Justin e se apaixona pela namorada dele, Rhiannon, para quem precisa explicar quem é e como sua vida funciona. O livro foi adaptado para o cinema pelo escritor Jesse Andrews, autor de Eu, Você e a Garota que Vai Morrer.
Estreia: 23 fevereiro (nos Estados Unidos)

3 – Simon vs. a Agenda Homo Sapiens, Becky Albertalli (Editora Intrínseca, 272 páginas, R$ 34,90)

O jovem Simon é gay, mas ainda não contou para ninguém, exceto por Blue, seu amigo virtual. Ele não sabe ao certo quem é Blue, só que estuda na sua escola, também é gay e que está apaixonado por ele. No filme, a melhor amiga de Simon, Leah, será interpretada por Katherine Langford, a Hannah de 13 Reasons Why.
Estreia: 12 de março

4 – Uma Dobra no Tempo, Madeleine L’Engle (Harper Collins, 240 páginas, R$ 17,90)

Quando seu pai é mantido em cativeiro em um planeta distante, a pequena Meg conta co ma ajuda do irmão, do amigo e de três viajantes espaciais para salvá-lo. As viajantes são interpretadas por Reese Witherspoon, Mindy Kaling e Oprah.
Estreia: 29 de março

5 – Jogador Nº1, Ernest Cline (LeYa, 464 páginas, R$ 44,90)

A nostalgia da década de 1980 volta com tudo em um futuro não muito distante, em que as corporações tomaram conta e a Terra ficou tão insuportável que as pessoas passam a maior parte do tempo no Oasis, um jogo de realidade virtual em que tudo é possível. Quando o criador do game morre, deixa um enigma que levará o vencedor à conquista de sua fortuna. Conta com a direção de Steven Spielberg e atuações de Tye Sheridan e Simon Pegg.
Estreia: 5 de abril

6 – A Garota na Teia de Aranha, David Lagercrantz (Companhia das Letras, 472 páginas, R$ 47,90)

No novo volume da série “Millennium”, criada por Stieg Larsson, Lisbeth Salander se envolve em um complô se segurança virtual. A personagem, que já foi vivida pelas atrizes Noomi Rapace e Rooney Mara, é interpretada por Claire Foy, do drama The Crown.
Estreia: 19 de outubro (nos Estados Unidos)

7 – Cadê Você, Bernadette?, Marie Semple (Companhia das Letras, 376 páginas, R$ 57,90)

Bernadette Fox é um tanto quanto peculiar: mãe e esposa, ela odeia a cidade americana de Seattle, onde mora, e mal sai de casa. Um dia, ela desaparece. Sua filha, Bee, reúne todas as evidências possíveis para encontrá-la. No filme dirigido por Richard Linklater (Escola de Rock e Boyhood), a personagem principal ganhará vida por meio de Cate Blanchett.
Estreia: Não definido

8 – Dumplin, Julie Murphy (Editora Valentina, 336 páginas, R$ 23,90)

Willowdean, apelidada pela mãe de “Dumplin”, está longe dos padrões de estética necessários para participar e vencer do concurso de beleza de sua cidade. Ainda assim, ela se une a outras jovens da escola para entrar na competição. Produzido por Jennifer Aniston, o longa contará com trilha sonora composta por Dolly Parton.
Estreia: Não definido

9 – O Ódio que Você Semeia, Angie Thomas (Editora Record, 464 páginas, R$ 23,90)

Ao perder um amigo para a violência policial, a jovem Starr se dá conta da realidade que é ser uma pessoa negra nos Estados Unidos. Única testemunha do ocorrido, ela vive uma jornada de luto, descoberta e racismo. O filme contará com os veteranos Regine Hall e Anthony Mackie e o rapper Common no elenco.
Estreia: Não definido

Go to Top