State Ibirapuera

Memórias – A menina sem estrela (3)

0

“Qualquer dor tem seu repertório de gritos.”

“O chapéu influía, sim, em nossa relação com a vida eterna.”

“Senti que Deus prefere os suicidas.”

“A morte é toda uma luminosa e paciente elaboração.”

“Não se deve adiar uma palavra, um sorriso, um olhar, uma carícia.”

Nelson Rodrigues, em Memórias – A menina sem estrela (Agir).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Salvos da perfeição (5)

1

“Deus é um péssimo contador de histórias de heróis. Prefiro os mitos gregos. As histórias de heróis da Bíblia são ruins porque todos os seus heróis fracassam. São ruins e libertadoreas de nossa humanidade.”

“Quando idealizamos demais a pessoa, terminamos por roubar-lhe a liberdade. Prisioneira de nossas românticas expectativas, precisa mascarar suas verdades para sustentar a fantasia. Uma história assim só pode produzir ruínas.”

“Qualquer pessoa diminui quando sujeita às idealizações.”

“Sempre que nos tornamos muito poderosos nossa alma é idiotizada.”

Elienai Cabral Jr., em Salvos da Perfeição (Ultimato).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Salvos da perfeição (5)

1

“Deus é um péssimo contador de histórias de heróis. Prefiro os mitos gregos. As histórias de heróis da Bíblia são ruins porque todos os seus heróis fracassam. São ruins e libertadoreas de nossa humanidade.”

“Quando idealizamos demais a pessoa, terminamos por roubar-lhe a liberdade. Prisioneira de nossas românticas expectativas, precisa mascarar suas verdades para sustentar a fantasia. Uma história assim só pode produzir ruínas.”

“Qualquer pessoa diminui quando sujeita às idealizações.”

“Sempre que nos tornamos muito poderosos nossa alma é idiotizada.”

Elienai Cabral Jr., em Salvos da Perfeição (Ultimato).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Saramago lança "Caim" e diz que não se pode confiar em Deus

0

Saramago lança “Caim” e diz que não se pode confiar em Deus

Desde sua casa na ilha espanhola de Lanzarote, o escritor José Saramago contou à Agência Efe sobre seu novo livro “Caim”, que será lançado na América Latina no final de outubro.

Quase vinte anos depois de ter escrito o polêmico livro “O Evangelho Segundo Jesus Cristo“, o escritor faz agora um irreverente e irônico percurso por diversas passagens da Bíblia.

Saramago não considera esse novo livro como um particular e definitivo acerto de contas com Deus. “Se Deus para mim não existe, eu não posso fazer um ajuste de contas com ele. O absurdo é que o ser humano primeiro inventou Deus e depois se escravizou a ele, isso é o que eu questiono nesta obra”, explica.

O escritor também nega que a proximidade da morte fez com que ele pensasse mais em Deus. “Nesses dias eu tinha mais coisas para pensar. Como por exemplo, se me curaria da doença”, relembra.

Fonte: Epa

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Saramago lança "Caim" e diz que não se pode confiar em Deus

0

Saramago lança “Caim” e diz que não se pode confiar em Deus

Desde sua casa na ilha espanhola de Lanzarote, o escritor José Saramago contou à Agência Efe sobre seu novo livro “Caim”, que será lançado na América Latina no final de outubro.

Quase vinte anos depois de ter escrito o polêmico livro “O Evangelho Segundo Jesus Cristo“, o escritor faz agora um irreverente e irônico percurso por diversas passagens da Bíblia.

Saramago não considera esse novo livro como um particular e definitivo acerto de contas com Deus. “Se Deus para mim não existe, eu não posso fazer um ajuste de contas com ele. O absurdo é que o ser humano primeiro inventou Deus e depois se escravizou a ele, isso é o que eu questiono nesta obra”, explica.

O escritor também nega que a proximidade da morte fez com que ele pensasse mais em Deus. “Nesses dias eu tinha mais coisas para pensar. Como por exemplo, se me curaria da doença”, relembra.

Fonte: Epa

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top