State Ibirapuera

Livrarias e livrarias

1

Existem livrarias e livrarias. Vou dar um exemplo. Existe aquela livraria que tem de tudo o que você procura, mas o vendedor não é capaz de digitar ou pronunciar corretamente o nome de um autor. O atendimento é bom, mas carece de um pouco mais de conhecimento por parte dos vendedores. A razão é simples: os vendedores destas lojas, via de regra, não são leitores. Tenho encontrado muitos vendedores assim em Saraiva’s e Siciliano’s da vida. Em contrapartida, existem livrarias, com acervos grandes e variados, onde os vendedores sabem o que estão vendendo, mesmo não gostando de um ou outro autor, sabem distinguir um texto bem escrito, tem espírito crítico. Influenciam positivamente na sua compra, opinam, e ao opinar, mostram que conseguem vender bem por saber o que vendem. Estes são mais raros de encontrar, eu só conheço duas livrarias em São Paulo/SP onde existem pessoas assim: Livraria Cultura e Livraria Martins Fontes. Não, não fiz nenhuma pesquisa de campo, eu já comprei em todas as livrarias que cito e, mesmo não sendo um especialista em vendas, sou um freguês exigente.

O que o leitor ganha com vendedores-leitores nas livrarias, em uma época onde podemos comprar livros pela internet? O prazer de trocar ideias com uma pessoa que lê e, por isso, tem espírito crítico e sabe identificar o que você gosta de ler e indicar autores desconhecidos e, assim, vender mais.

Interessante como as grandes redes de livrarias não se interessam por esse tipo de profissional. Por que? Não sei, vou blefar: ou porque o salário desse profisional deve ser maior, ou porque teriam que pagar mais comissão, ou ainda porque não estão interessados no leitor, só no cliente.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Tudo se fez novo

0

Tudo se fez novo é um livro pequeno, simples e direto. Nouwen não faz rodeios. Em três pequenos textos, quase que sermões, ele nos mostra a razão pela qual devemos nos entregar a uma vida de disciplina espiritual. Um ótimo presente para recém convertido ou aquele seu amigo que não sabe porque você é cristão, mas leia antes de dar.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O que escritores famosos diriam no Twitter

0

Muito legal essa brincadeira de Alessandro Martins, do Livros & Afins. Claro que é preciso conhecer um pouco do estilo e história de cada escritor citado e também dominar a linguagem utilizada no Twitter para captar a mensagem.

  1. Shakespeare: Existem uns scripts podres no reino do Twitter. #mimimi #tragédia
  2. Homero: Canta, oh, musa, a fúria de Aquiles. Mas seja breve, por favor. #epic
  3. Joyce: Ulysses (via @homero) http://migre.me/I7D
  4. Kafka: O Twitter me faz sentir como um inseto repugnante #nojinho
  5. Dostoiévski: Se o Twitter existe, então tudo é possível #existencial
  6. Mário Quintana: Eles passarão. Você, passarinho
  7. Jorge Luis Borges: O Twitter é um jardim de caminhos que se bifurcam.
  8. Melville: Chama-me de Ismael_Moby123
  9. Carlos Drummond de Andrade: Tinha um tweet no meio do caminho. No meio do caminho tinha um tweet.
  10. Mário de Andrade: Ai, que preguiça do Twitter.
  11. Machado de Assis: @verme Ao primeiro que roeu minhas tripas dedico este tweet.
  12. Nietzsche: O Twitter está morto. #cansei
  13. Décio Pignatari: Beba Twitter. Babe Twitter. #cloaca
  14. Antoine de Saint-Exupery: Você é responsável por aquele a quem retribuiu o follow. #mimimi
  15. Paulo Coelho: O Twitter conspira a seu favor. #autoajuda
  16. Vinicius de Moraes: Que seja infinito enquanto sucinto.
  17. Clarice Lispector: Não se preocupe em entender. Twittar ultrapassa qualquer entendimento.
  18. Nabokov: follow lolita
  19. Orwell: O @grandeirmao começou a me seguir #distopia #paranóia
  20. Virginia Woolf: @MrsDalloway compre vc as flores.
  21. Daniel Defoe: RT @crusoe Vou chamá-lo de @sextafeira ou @sexta_feira. Não sei ainda.
  22. Fernando Pessoa: #followfriday @albertocaeiro @alvarodecampos @ricardoreis @bernardosoares
  23. Chuck Palahniuk: A primeira regra do Clube do Twitter é: ninguém fala sobre o Clube do Twitter.
  24. Sófocles: @edipo Pior cego é o filho que não quer ver. #destino
  25. Freud: follow sofocles follow edipo
  26. Jung: unfollow Freud
  27. Alexandre Dumas: Um twitter por todos e todos twitters por um
  28. Pablo Neruda: Confesso que twittei.
  29. Stevenson: RT @DrJekill o @mrhyde acaba de chegar. tenho que ir #partiu #bjmeliga
  30. Tolkien: Um tweet para todos governar…

Juliana Dacoregio no blog Anseio Criativo [via Pavablog]

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O que escritores famosos diriam no Twitter

0

Muito legal essa brincadeira de Alessandro Martins, do Livros & Afins. Claro que é preciso conhecer um pouco do estilo e história de cada escritor citado e também dominar a linguagem utilizada no Twitter para captar a mensagem.

  1. Shakespeare: Existem uns scripts podres no reino do Twitter. #mimimi #tragédia
  2. Homero: Canta, oh, musa, a fúria de Aquiles. Mas seja breve, por favor. #epic
  3. Joyce: Ulysses (via @homero) http://migre.me/I7D
  4. Kafka: O Twitter me faz sentir como um inseto repugnante #nojinho
  5. Dostoiévski: Se o Twitter existe, então tudo é possível #existencial
  6. Mário Quintana: Eles passarão. Você, passarinho
  7. Jorge Luis Borges: O Twitter é um jardim de caminhos que se bifurcam.
  8. Melville: Chama-me de Ismael_Moby123
  9. Carlos Drummond de Andrade: Tinha um tweet no meio do caminho. No meio do caminho tinha um tweet.
  10. Mário de Andrade: Ai, que preguiça do Twitter.
  11. Machado de Assis: @verme Ao primeiro que roeu minhas tripas dedico este tweet.
  12. Nietzsche: O Twitter está morto. #cansei
  13. Décio Pignatari: Beba Twitter. Babe Twitter. #cloaca
  14. Antoine de Saint-Exupery: Você é responsável por aquele a quem retribuiu o follow. #mimimi
  15. Paulo Coelho: O Twitter conspira a seu favor. #autoajuda
  16. Vinicius de Moraes: Que seja infinito enquanto sucinto.
  17. Clarice Lispector: Não se preocupe em entender. Twittar ultrapassa qualquer entendimento.
  18. Nabokov: follow lolita
  19. Orwell: O @grandeirmao começou a me seguir #distopia #paranóia
  20. Virginia Woolf: @MrsDalloway compre vc as flores.
  21. Daniel Defoe: RT @crusoe Vou chamá-lo de @sextafeira ou @sexta_feira. Não sei ainda.
  22. Fernando Pessoa: #followfriday @albertocaeiro @alvarodecampos @ricardoreis @bernardosoares
  23. Chuck Palahniuk: A primeira regra do Clube do Twitter é: ninguém fala sobre o Clube do Twitter.
  24. Sófocles: @edipo Pior cego é o filho que não quer ver. #destino
  25. Freud: follow sofocles follow edipo
  26. Jung: unfollow Freud
  27. Alexandre Dumas: Um twitter por todos e todos twitters por um
  28. Pablo Neruda: Confesso que twittei.
  29. Stevenson: RT @DrJekill o @mrhyde acaba de chegar. tenho que ir #partiu #bjmeliga
  30. Tolkien: Um tweet para todos governar…

Juliana Dacoregio no blog Anseio Criativo [via Pavablog]

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Prêmios 2008 (6)

2

Aê galera,

Mais um carioca premiado. Desta vez foi o William Koppe de Matos (na foto, ao lado da noiva Beatriz).

Confiram os livros que ele escolheu:

– Cristianismo criativo / Steve Turner (W4 Editora)
– A cabana / Willian Young (Sextante)
– Viciados em mediocridade / Frank Schaeffer (W4 Editora)

Bora mandar a lista de títulos p/ + um participante do ranking. =)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top